Brasil

Peça-chave na seleção, Oscar vem de maratona de 109 jogos

Os dois últimos jogos da Seleção demonstraram o papel vital de Oscar. Dentre os nomes preferidos por Luiz Felipe Scolari, o meia é quem tem maior capacidade para cadenciar a bola e criar chances de gol a partir de passes. Mais do que isso, sabe explorar os lados do campo e tem bom poder de conclusão. Não à toa, foi quando o camisa 11 mais apareceu é que o Brasil viveu seus melhores momentos. Em contrapartida, já está claro que será difícil contar com Oscar presente – mesmo que esteja em campo – todas as vezes.

Felipão preferiu substituir Oscar na metade do segundo tempo tanto contra a Inglaterra quanto contra a França. Durante as entrevistas coletivas, o técnico também explicitou sua preocupação com as condições físicas do meia, sobrecarregado pelo alto número de jogos desde o ano passado.

A apreensão do comandante é traduzida pelos números. Sem ter férias desde janeiro de 2012, Oscar emendou a saída do Internacional com a participação nos Jogos Olímpicos. Logo depois, já passou a disputar a Premier League e a Liga dos Campeões com o Chelsea, o clube europeu que mais entrou em campo nesta temporada, ficando de fora do time apenas cinco vezes.

A maratona de Oscar foi iniciada em 18 de janeiro de 2012, quando fez sua primeira partida no ano com o Internacional. A partir de então, o meia esteve em campo 109 vezes desde então. Em média, disputou uma partida a cada 4,64 dias. Teve um descanso de, no máximo, três semanas ao longo deste período. E impressiona ainda mais o fato de que o jogador de 21 anos não sofreu nenhuma lesão séria no período.

Pelo que tem demonstrado em campo, Oscar tem feito por merecer a titularidade e a confiança depositada por Felipão. Porém, seria prudente o teste de outras alternativas – entre as opções no banco, Hernanes é quem mais se assemelha pela criatividade, embora a postura em campo e a movimentação sejam diferentes. Oscar tem aguentado bem o excesso de jogos até aqui, mas não seria má ideia pensar em uma maneira de poupar o camisa 11 de uma sobrecarga ainda maior.

Jogadores da seleção com mais de 90 aparições a partir de 2012:

1º – Oscar – 109 jogos
2º – Jadson – 99 jogos
3º – Lucas – 97 jogos
4º – David Luiz – 96 jogos
5º – Jean – 95 jogos
6º – Fernando – 93 jogos
7º – Daniel Alves – 91 jogos
8º – Neymar – 90 jogos

*Fonte: www.soccerway.com

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo