BrasilCampeonato Brasileiro

O recorde não veio, mas Grohe merece aplausos pelos 803 minutos invicto

Marcelo Grohe permaneceu 803 minutos sem sofrer gols no Campeonato Brasileiro. Uma sequência impressionante de quase nove jogos completos, encerrada neste sábado, com o gol de pênalti de Rogério Ceni na derrota por 1 a 0 sobre o São Paulo. Apesar da frustração com o resultado, a sequência do gremista o colocou em um lugar privilegiado da história: Grohe se tornou o quinto goleiro com maior invencibilidade no Brasileirão. À frente dele, apenas Jairo (o recordista, com 1132 minutos sem sofrer gols pelo Corinthians, em 1978), Leão, Ceni e Acácio.

Por mais que o sistema defensivo tenha ajudado, Grohe tem todos os méritos pela marca. Afinal, foram inúmeras as defesas que realizou nas últimas rodadas. Em especial, nos últimos jogos. Contra o Fluminense, o camisa 1 colecionou milagres. Já diante do Botafogo, um voleio à queima-roupa de Emerson Sheik foi sua grande façanha. Mesmo contra o São Paulo, o arqueiro realizou ótimas intervenções, incluindo um chute alto de Alexandre Pato. Para sua infelicidade, Rogério Ceni cobrou a penalidade muito bem, sem chances de parar o chute forte.

Grohe amadureceu de maneira impressionante nos últimos meses. E, com toda a razão, ganhou uma oportunidade na seleção brasileira, substituindo Jefferson. Para quem não acompanhou seus jogos nos últimos tempos, os números e as grandes defesas explicam muito bem a chance dada por Dunga:

As cinco maiores invencibilidades da história do Brasileirão:

1° – Jairo – 1.132 minutos (Corinthians, em1978)

2º – Leão – 1.057 minutos (Palmeiras, em 1973)

3º – Rogério Ceni – 988 minutos (São Paulo, em 2007)

4º – Acácio – 915 minutos (Vasco, em 1988)

5º – Marcelo Grohe – 803 minutos (Grêmio, em 2014)

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo