BrasilLado B de BrasilSérie B

O Pantera Negra também foi homenageado durante a vitória do América no clássico mineiro pela Série B

O sábado teve clássico no Mineirão, e não aquele que o Cruzeiro gostaria de viver. A Raposa encarou o América Mineiro pela Série B e o Coelho mostrou como está mais preparado a brigar pelo acesso neste início de campanha. Superior ao longo da noite, o time de Lisca abriu vantagem durante o primeiro tempo, administrando o triunfo por 2 a 1. E o destaque foi mais um tributo ao ator Chadwick Boseman, com a comemoração de Eduardo Bauermann no estilo ‘Wakanda Forever’, relembrando o Pantera Negra – principal personagem encenado pelo americano falecido nesta sexta-feira.

Após um começo de jogo parelho, o América aos poucos passou a se impor na partida e a ameaçar o Cruzeiro. O gol sairia naturalmente, aos 25 minutos, a partir de uma bola levantada na área. Após a primeira tentativa negada pela zaga celeste, Rodolfo mandou o passe rasteiro e Eduardo Bauermann escorou. O zagueiro aproveitou os holofotes para cruzar os braços sobre o peito e exaltar o Pantera Negra.

O segundo gol do América não tardou, seis minutos depois. Matheusinho já tinha ameaçado e, depois de uma roubada de bola na entrada da área, ele recebeu mais um passe de Rodolfo. O atacante foi travado na primeira tentativa, mas ainda teria calma para aproveitar a sobra. Bastante limitado no primeiro tempo, o Cruzeiro voltou com três alterações para a segunda etapa. O time dava sinais de reação, o que não significava uma pressão concreta sobre o América. O Coelho também preservava o resultado, recuado. A Raposa descontou com uma falta cobrada por Arthur Caíke, aos 30, mas faltou repertório para o empate.

O América ocupa a quarta colocação da Série B, com 11 pontos. Está a dois do líder Cuiabá, que ainda tem uma partida a menos, embora tenha vencido a Chapecoense nesta sexta. Já o Cruzeiro aparece no 14° lugar, com quatro pontos. A Raposa começou bem e logo tirou a pontuação negativa, mas já acumula três compromissos sem vencer e vê a distância ao G-4 abrir para sete pontos neste momento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo