BrasilCopa do Nordeste

O Nordestão contou com quatro jogos cardíacos para definir os seus semifinalistas

Durante os últimos anos, a Copa do Nordeste se destacou pela emoção em seus mata-matas. E não foi diferente neste final de semana, com a definição das quartas de final do campeonato. Todos os quatro confrontos da Lampions League foram de tirar o fôlego, decididos apenas nos minutos finais. Melhor para os fanáticos de Bahia, Campinense, Santa Cruz e Sport. Nas semifinais, tricolores baianos e pernambucanos irão se encarar, enquanto o Leão pegará a Raposa. Os jogos de ida acontecem no Arruda e na Ilha do Retiro, marcados para o dia 13, enquanto a volta fica para o domingo, 17 de abril.

O primeiro classificado foi o Sport. Neste sábado, os rubro-negros receberam o CRB na Ilha do Retiro e souberam se aproveitar do regulamento. Após a derrota por 2 a 1 em Alagoas, os pernambucanos se valeram do gol fora para avançar com a vitória por 1 a 0. Apesar do favoritismo, o time de Paulo Roberto Falcão sofreu para conquistar o triunfo. Pressionava, mas não conseguia criar as oportunidades. Até que Renê apareceu para resolver aos 29 minutos do segundo tempo, com o gol decisivo.

Outro pernambucano que segue no páreo é o Santa Cruz, após eliminar o campeão Ceará. Os tricolores já haviam vencido no Arruda por 2 a 1 e emendaram o segundo triunfo no Castelão. Ainda assim, sofreram para arrancar o 1 a 0 e passaram diversos momentos de perigo. O segundo tempo, sobretudo, foi dramático ao time coral, com várias chances desperdiçadas pelo Vozão. E também serviu para consagrar um pouco mais o ídolo Tiago Cardoso, que defendeu um pênalti de Rafael Costa – apenas o quinto em cinco anos de clube, o primeiro desde 2014. Já nos minutos finais, Wallyson marcou o gol da classificação do Santa a partir de um contra-ataque.

E os cearenses perderam outro representante em mais um jogo cardíaco na Fonte Nova. O Bahia vencera o Fortaleza fora de casa por 2 a 1, mas penou bastante diante da pressão dos visitantes em Salvador. Aos oito minutos, Thiago Ribeiro cobrou pênalti para os baianos, mas parou em Ricardo Berna. E, depois disso, só deu Leão do Pici. Com um a mais desde os 26 do primeiro tempo, o Fortaleza acertou duas bolas na trave e perdeu outras chances até Daniel Sobralense abrir o placar na segunda etapa. O gol fez o Bahia sair um pouco mais para o ataque e buscar o empate com Juninho, o melhor do time. Mas o Fortaleza ainda tentou prorrogar a sua vida e chegou a carimbar o poste pela terceira vez aos 49 minutos. Não deu. O empate por 1 a 1 classificou o tricolor baiano.

Por fim, o último a se classificar foi o Campinense. Os paraibanos já tinham encaminhado a sua vida batendo o Salgueiro por 2 a 0 em Pernambuco. Ainda assim, tiveram dificuldades em Campina Grande. Anderson Lessa abriu o placar para os visitantes, que chegaram a ameaçar a disputa por pênaltis quando Piauí ampliou, aos 29 do segundo tempo. Entretanto, Adalgiso Pitbull saiu do banco para salvar o Campinense. Na base da raça, o atacante reduziu a diferença seis minutos depois e o placar por 2 a 1 já valeu ao time da casa.

Os vídeos abaixo são do Esporte Interativo:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo