BrasilBrasileirão Série A

Guia Trivela do Campeonato Brasileiro 2013

Depois de cinco longos meses de campeonatos estaduais, começou o que realmente interessa: o Campeonato Brasileiro. Sim, o principal torneio do país teve a sua primeira rodada no fim de semana, já com goleada, vitórias e até despedida do melhor jogador brasileiro da atualidade. E como a Trivela gosta de antecipar as coisas, resolvemos vir contar a vocês quem será o campeão, quem vai para a Libertadores e quem cai para a segunda divisão. Bom, ao menos isso seria antecipar o bastante para compensar o nosso atraso para publicar o guia do Brasileirão.

Nós não iremos dizer que o Brasileirão tem 10 candidatos ao título, nem que é o campeonato mais equilibrado do mundo. O Brasileiro não precisa disso para ser bom. É sim verdade que o Brasileiro é um dos campeonatos mais difíceis de prever entre as grandes ligas do mundo, considerando as melhores europeias e as principais sul-americanas. A Argentina tem um grande número de campeões, mas isso não é sinal que é uma liga tecnicamente boa. No Brasil, os campeões são mais concentrados entre os times de Rio e São Paulo, e isso vem de bem antes dos pontos corridos, mas há pelo menos um candidato a ser um campeão de fora desses dois estados. Temos um campeonato bom, com enorme potencial para ser excelente. Falta trabalhar para chegarmos nisso.

Juntei forças com o meu xará Felipe Portes para elaborar o material que você lerá a seguir. Aproveite, divirta-se, critique e cornete, porque a corneta, ela nunca acaba.

FAVORITOS

O Campeonato Brasileiro pode não ter dez favoritos, mas é verdade que é um campeonato que começa sempre com a possibilidade de um time não esperado brigar pelo título. Na edição de 2013, três times se destacam como candidatos ao título. Como sempre, é preciso lembrar: ser favorito não significa que irá ganhar.

ATLÉTICO MINEIRO

Estádio: Independência – 23.018 pessoas
Títulos: 1 (1971)
Colocação em 2012: 2º
Principal jogador: Ronaldinho
Técnico: Cuca
Briga por: Título

Com um futebol que tem encantado na Libertadores, o Galo é o time que mais tem mostrado força, especialmente quando atua em casa. O time tem um jogo envolvente e de muita intensidade. Todos os jogadores do time se sacrificam na marcação e para deixar Ronaldinho mais à vontade. Tem ótimos jogadores e um bom elenco. Além de Ronaldinho, seu principal jogador, tem Bernard, uma dos melhores jogadores jovens do Brasil, Diego Tardelli, que voltou muito bem e mostrando versatilidade para atuar pelos lados, e Jô, centroavante que se recuperou e tem mostrado uma enorme eficiência nesse time que se mexe tanto. Como ponto negativo, o desempenho irregular fora de casa.

CORINTHIANS

Estádio: Pacaembu – 40,199 pessoas
Títulos: 5 (1990, 1998, 1999, 2005, 2011)
Colocação em 2012:
Principal jogador: Danilo
Técnico: Tite
Briga por: Título

Um dos times mais fortes do Brasil, tem a força do coletivo como seu principal trunfo, assim como foi em 2011, quando conquistou seu último título. Danilo é um dos principais nomes do time, com seu alto poder de decisão, frieza e a falsa lentidão que engana marcadores. Tem também Paulinho, o melhor volante do Brasil, que é muito assediado. No elenco, Pato e Guerrero, dois ótimos atacantes, além de Emerson e Romarinho. O problema do time está nas duas laterais. Alessandro e Fábio Santos dão sinais que precisam de substitutos, além de mais proteção – um dos motivos de Tite ter usado Jorge Henrique para ser uma espécie de secretário de um dos laterais na final do Mundial.

FLUMINENSE

Estádio: Maracanã – 78.838 pessoas
Títulos: 4 (1970, 1984, 2010, 2012)
Colocação em 2012:
Principal jogador: Fred
Técnico: Abel Braga
Briga por: Título

Atual campeão brasileiro, o Fluminense tem um elenco repleto de bons jogadores, capitaneados por Fred. O artilheiro é o jogador de referência e tem grande capacidade de decidir jogos. O time ainda tem Diego Cavalieri, o melhor goleiro do último campeonato, Jean, em ótima fase, como volante; Wagner, cada vez mais importante; Thiago Neves, que já foi de seleção e meso sem brilhar, é excelente jogador, Wellington Nem, Felipe, que se mostrou ótimo reserva, e Deco, que fica muito no departamento médico, é verdade. O problema do time é que o futebol nem sempre é da qualidade que se espera, mas se o time conseguir repetir o desempenho de 2012, pode levar. Se o time poupar jogadores para a Libertadores, pode perder pontos importantes.

LIBERTADORES

O grupo de times que briga por vaga na Libertadores é também aquele onde muito provavelmente teremos também um candidato ao título. Em tese, Atlético Mineiro, Fluminense e Corinthians são os mais fortes, mas é bem possível que um ou até mais times que comecem brigando por Libertadores entrem na briga pelo caneco. O Brasileiro tem muitas mudanças e a janela de transferências que vai até agosto pode enfraquecer alguns times e fortalecer outros. Digamos que estes times estão entre os que brigam pelos primeiros lugares e, se possível, brigam para tentar algo mais.

CRUZEIRO

Estádio: Mineirão – 64.000 pessoas
Títulos: 2 (1966, 2003)
Colocação em 2012:
Principal jogador: Dagoberto
Técnico: Marcelo Oliveira
Briga por: Libertadores

O Cruzeiro é, talvez, o time que mais fique próximo do grupo dos três favoritos. O time ainda está sendo armado, mas deu bons sinais de que pode render frutos. Dagoberto é uma é um jogador que sofre de estrelismo, mas em campo joga um grande futebol. E o Cruzeiro tem se valido disso. O time ainda tem Diego Souza e Éverton Ribeiro, este último vindo do Coritiba, e que tem se mostrado uma grande contratação. A defesa ainda não é confiável, especialmente no lado de Egídio e os volantes são pesados, com Nilton e Leandro Guerreiro. Se Atlético, Corinthians e Fluminense derem mole, a raposa pode chegar.

GRÊMIO

Estádio: Arena Grêmio – 60.540 pessoas
Títulos: 2 (1981, 1996)
Colocação em 2012:
Principal jogador: Zé Roberto
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Briga por: Libertadores

A eliminação na Libertadores doeu, mas o Grêmio tem elenco para brigar e chegar novamente à competição continental. Tem um elenco farto de atacantes e um meio-campo muito qualificado. Zé Roberto é o principal nome e, mesmo aos 38 anos, continua em grande forma. É articulador, marca e também chega ao ataque para finalizar. Fernando se tornou um volante de seleção e é um jogador que tem força de marcação e chega bem ao ataque, assim como Souza. No ataque, Barcos é o principal nome, mas há outros nomes como Vargas e Welliton, além do insatisfeito Kléber. O problema do time é a defesa, que tem Cris e Werley, zagueiros pouco confiáveis.

INTERNACIONAL

Estádio: Beira-Rio –56.000 pessoas
Títulos: 3 (1975, 1976, 1979)
Colocação em 2012: 10º
Principal jogador: Diego Forlán
Técnico: Dunga
Briga por: Libertadores

O trabalho de Dunga começou de maneira promissora e o elenco do Internacional tem alguns jogadores importantes. Se Leandro Damião pode sair, Diego Forlán começou o ano bem e é a esperança colorada. Tem ainda D’Alessandro e o promissor Fred como meias ofensivos. Sem contar que o time especula estrelas, como Júlio Baptista, Diego, Robinho e Luís Fabiano. O time foi forte no Gaúcho e conquistou o campeonato, mas o desafio agora é de outro nível. Se o time conseguir seguir bem, tem tudo para brigar por uma vaga na Libertadores. O título, nesse momento, parece muito, mas se o time encaixar…

BOTAFOGO

Estádio: Engenhão – 46.953 pessoas
Títulos: 2 (1968, 1995)
Colocação em 2012:
Principal jogador: Clarence Seedorf
Técnico: Oswaldo de Oliveira
Briga por: Libertadores

O Botafogo começou bem o ano, o que não é novidade. A novidade é que o time tem um jogador muito acima da média, Seedorf, que desta vez começa o Brasileiro. O time é entrosado e tem alguns bons jogadores, ainda que só mesmo o holandês seja acima da média. Na defesa, Dória é uma boa revelação e Bolívar tem se mostrado confiável, depois. Nicolás Lodeiro e Fellype Gabriel são bons coadjuvantes, assim como Andrezinho. A boa campanha e o título Carioca não são suficientes para obter as credenciais para brigar em cima, mas o time pode ser. A falta de um centroavante deve ser um problema que o time terá que resolver. Será preciso ter regularidade para brigar por Libertadores e esse tem sido o problema do time.

SÃO PAULO

Estádio: Morumbi – 66.795 pessoas
Títulos: (1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008)
Colocação em 2012:
Principal jogador: Jadson
Técnico: Ney Franco
Briga por: Libertadores

Depois de uma campanha vergonhosa na Libertadores na primeira parte da temporada, o time de Ney Franco precisará melhorar muito para se credenciar a estar entre os primeiros. O melhor jogador do time tem sido Jadson, embora Osvaldo tenha sido decisivo nos melhores momentos do time. Paulo Henrique Ganso é esperança e cresceu de produção, ganhando a posição e fazendo boas partidas. O time tem problemas nas laterais, pouco confiáveis, e os volantes não conseguem repetir o bom desempenho de 2012. Sem um grande elenco, o time precisará voltar a apresentar um bom futebol e mostrar regularidade – duas coisas que a equipe não conseguiu neste ano.

MEIO DE TABELA

Entre os 20 times que disputam o Campeonato Brasileiro, boa parte não irá disputar o título e nem lutar contra o re

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo