Brasil

O elenco do Sport merece aplausos ao se mobilizar e doar 129 cilindros de oxigênios para Manaus

A situação caótica em Manaus, com a falta de oxigênio para o sistema de saúde da cidade, gerou uma mobilização também do futebol. Clubes e jogadores se manifestaram desde a última semana, pedindo ajuda à cidade e cobrando mais atitude das autoridades. Alguns atletas resolveram contribuir com doações de cilindros – incluindo Richarlison, Hulk e Diego Ribas. E o elenco todo do Sport merece aplausos por sua iniciativa. Liderados pelo capitão Patric, os rubro-negros enviaram nesta quarta-feira 129 cilindros à capital amazonense.

Patric costuma se envolver em causas sociais e outras iniciativas filantrópicas. Diante do noticiário de Manaus, o capitão do Sport resolveu mobilizar seus companheiros e membros da comissão técnica, ao lado do meia Thiago Neves. Os rubro-negros entraram em contato com uma empresa do ramo de saúde para fazer a doação de oxigênio. Contaram com a colaboração do Porto Social e do Transforma Brasil, grupos de ação social dos quais Patric já participa.

“Estamos engajados nesta luta que o povo de Manaus vem vivendo. Nós estamos treinando, trabalhando e contribuindo para que vidas sejam salvas também. Você pode contribuir, não importa o valor. Uma vida não tem preço. Que você possa se sensibilizar com este momento e com o que o povo de Manaus está passando”, afirmou Patric, em suas redes sociais, pedindo também o apoio de seus seguidores.

Nesta quarta, o Sport publicou uma imagem dos cilindros que serão enviados a Manaus, após a vaquinha realizada por seus jogadores e membros da comissão técnica. O oxigênio sairá de São Paulo e deverá chegar no Amazonas nesta quinta-feira. Segundo Patric, a parceria com o Transforma Brasil rendeu 500 cilindros doados aos amazonenses.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo