Brasil

O ataque ao ônibus do Grêmio é mais um episódio de uma violência inaceitável

A violência parece aumentar e eventualmente vai causar morte de um jogador. O que mais é preciso para uma mudança séria?

O futebol brasileiro passa por um momento dos mais difíceis. Não por qualquer motivo em campo, mas pelo que tem acontecido fora dele. Depois do que vimos acontecer com o Bahia, vítima de um atentado da sua própria torcida, neste sábado o Grêmio foi alvo de um ataque covarde que causou danos e poderia ter matado algum jogador, antes do jogo contra o Internacional em que torcedores colorados atiraram pedras no ônibus dos clubes.

Funciona pelo exemplo. Não foi o primeiro episódio assim. Em janeiro de 2021, vimos a torcida do São Paulo fazer isso, em um ataque que poderia ter causado uma lesão grave ou até ter matado um jogador do clube. Foram atirados objetos no ônibus, entre eles uma bomba.

Na quinta-feira, o que vimos foi outro ataque, desta vez da torcida do Bahia contra o ônibus do clube indo a caminho da Fonte Nova para um jogo da Copa do Nordeste. Mais uma vez, um ataque grave, que causou ferimentos e poderia ter matado um jogador.

Neste sábado, foi a vez de torcedores do internacional atirarem pedras no ônibus do Grêmio, causando mais uma vez ferimentos sérios. O que há em comum nesses casos é um problema além do futebol: a falta de apuração e impunidade. Diferente do ataque que esses torcedores violentos cometem, o que eles sofrem é muito ameno.

O ataque causou um ferimento grave a Mathis Villasanti, que teve traumatismo craniano e uma concussão cerebral, com escoriações no rosto e um trauma no quadril. Ele recebeu alta ainda na noite de sábado. 

Raramente as consequências são tão graves quanto seus atos. O que significa que, na prática, esses criminosos acham que vale a pena o risco. Normalizamos esses ataques como algo que faz parte do futebol, mas não faz. É uma violência gravíssima, um atentado à vida. Algo que já causou adiamento de um jogo da Libertadores, em 2018. Mas ainda causa poucas consequências para os criminosos.

A cada novo episódio desse, corremos um sério risco de algo grave, eventualmente até uma morte. Será que veremos uma apuração e punição em relação aos criminosos? A esperança é que sim. Mas o que causa é um sentimento de impotência diante de episódios de violência que parecem escalonar cada vez mais rápido. Desanima ainda mais para quem gosta de futebol, mas cada vez se cansa mais por esses episódios.

Veja abaixo imagens divulgadas pelo próprio  Grêmio do ataque.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo