BrasilCampeonato Brasileiro

Outro golaço de Hyuri, a volta de Muricy e o dono do Inter

A 20ª rodada do Campeonato Brasileiro complicou a briga do Corinthians pelo título. Não só porque o time de Tite perdeu o confronto direto com o Botafogo, mas por causa das vitórias de Grêmio e Cruzeiro, fora de casa. A diferença para o líder subiu para 13 pontos.

A cada rodada parece mais provável que o título ficará entre os quatro primeiros colocados. Mesmo sem jogar muita coisa, o time mineiro ganhou de virada do Goiás, no Serra Dourada, e tem 43 pontos, quatro a mais que o Botafogo. O Grêmio, com 37, e o Atlético Paranaense, com 35, completam esse grupo.

O São Paulo aumentou as esperanças de fugir do rebaixamento com o retorno de Muricy Ramalho e a vitória sobre a Ponte Preta, no Morumbi, mas o Fluminense não embala. O empate com o Furacão colocou o atual campeão a uma posição da zona de rebaixados.

Vamos aos destaques da rodada, então?

O artilheiro dos gols bonitos

Ok, talvez ainda seja prematuro transportar a alcunha de Dodô para o garoto Hyuri, mas o substituto de Vitinho fez mais um golaço. Depois daquela entortada na zaga do Coritiba semana passada, encobriu o goleiro Cássio com muita categoria para fazer o gol da vitória do Botafogo contra o Corinthians. O time do técnico Tite teve um milhão de desfalques, é verdade, mas cedeu várias chances no Maracanã. Nem todas foram tão bem aproveitadas quanto essa.

Com pinta de campeão

Dessas coisas da vida, um jogador vendido pelo Corinthians e que ultimamente cairia muito bem no time paulista brilhou para o líder Cruzeiro. Willian marcou os dois gols da virada contra o Goiás no Serra Dourada. Foi a sexta vitória seguida dos mineiros no campeonato e a primeira derrota dos goianos em casa. Você já ouviu o clichê que vem a seguir, certo? Para ser campeão, precisa ganhar mesmo nos dias em que as coisas não estão dando muito certo, e o Cruzeiro fez isso.

Na base do trabalho

A torcida compareceu ao Morumbi para ver o retorno de Muricy Ramalho e saiu, talvez não satisfeita, mas pelo menos com esperanças renovadas de fugir do rebaixamento. Houve mais vontade, gol decisivo de Luis Fabiano e boa produção de Paulo Henrique Ganso. Tudo que é necessário para ficar na primeira divisão, mas foi a 12ª derrota da Ponte Preta em 19 rodadas, então vamos com calma. Até porque Muricy não teve tempo de mudar muita coisa. A defesa teve três zagueiros, com Rodrigo Caio transformando-se em meia quando o São Paulo tinha a bola. Caramelo entrou na lateral direita e foi bem.

O dono do time

Andrés D’Alessandro nunca foi muito constante no Internacional, mas faz um espetacular Campeonato Brasileiro. Marcou oito gols e deu cinco assistências em 19 partidas. Balançou a rede duas vezes no empate contra o Vitória, por 2 a 2. Apesar da canhota afiada do argentino, o time de Dunga não deslancha. Continua fora da zona de classificados para a Libertadores e longe do título.

D'Alessandro participou de 13 gols em 19 partidas pelo Internacional
D’Alessandro participou de 13 gols em 19 partidas pelo Internacional
Todo mundo odeia o Náutico

Ninguém dá uma chance para o Náutico, que está cada vez mais próximo se fazer um Campeonato Brasileiro pior que o do América de Natal de 2007. A Arena Pernambuco novamente não foi trunfo e o Grêmio se sentiu em casa. Hernán Barcos marcou, de pênalti, chegou a sete gols e parece que a praga dos palmeirenses finalmente foi embora. Nove pontos em 19 rodadas? Logo mais, o Náutico também vai embora da primeira divisão.

Jogador de seleção

Jô não deve fazer 15 embaixadinhas, mas como está marcando gol. Quatro em dois dias: um em Portugal, na terça-feira, três no Coritiba. Tem como dizer que não merece jogar na seleção brasileira? Como está tudo muito embolado na parte inferior da tabela, o Atlético Mineiro pulou sete posições com a vitória por 3 a 0, mas tem apenas três pontos de vantagem para a zona do rebaixamento.

Ao som de grilos

Com apenas 20 mil pessoas – 16 mil pagantes – em um estádio grande como o Maracanã, quase dá para ouvir a bola batendo na placa de publicidade. Os preços altos dos ingressos vão afastando a torcida dos times cariocas, e Hernane a desconfiança da torcida do Flamengo. O Brocador aproveitou que Marcelo Moreno estava com a seleção boliviana, foi titular e marcou o gol que fez o seu clube subir cinco posições no campeonato. Mano já começa a pensar em mudar de centroavante.

Ruim para os dois

O Atlético Paranaense chegou a ser o vice-líder, mas empatou duas vezes seguidas e está em quarto. Mesmo assim, não perde há 13 rodadas. Éderson não para de marcar gols, fez o seu 13º contra o Fluminense e lidera com folga a tabela de artilharia. Empatar com um dos melhores times fora de casa é bom? Seria, mas o Flu ficou a uma posição da zona de rebaixamento. Então, não foi.

Se há Obina, há esperança

Obina estava lá, dentro da área, aos 40 minutos do segundo tempo, para cabecear a bola que deu o empate para o Bahia contra o Criciúma e evitou que o time baiano chegasse a quatro derrotas seguidas. Não foi o resultado dos sonhos para nenhum dos dois times, que têm os mesmos 24 pontos e estão a apenas dois da zona de rebaixamento. Perigoso.

Foi quase, vai?

O jogo entre Portuguesa e Vasco acabou com os bolinhos de bacalhau do Canindé, mas não com a estadia do clube paulista na zona de rebaixamento. Já são 17 rodadas entre as equipes que vão disputar a Série B no ano que vem, apesar da vitória por 2 a 0. A Lusa briga, isso não se pode negar, mas ainda não está sendo suficiente.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo