Brasil

Golaço de meia de mais de R$ 300 milhões garante vitória de um nervoso Cruzeiro na estreia da Copinha

Com golaço no segundo tempo, Gui Meira garantiu a vitória do Cruzeiro contra o Capital-TO, na estreia da Copinha

Um dos favoritos ao título da Copa São Paulo depois de um ótimo ano no Sub-20, o Cruzeiro estreou na competição com uma vitória apertada contra o Capital, de Tocantins. O time celeste venceu por 1 a 0 com gol de uma das maiores joias da base do clube, Gui Meira, que aos 18 anos já tem uma multa de mais de R$ 300 milhões.

O Cruzeiro foi melhor em toda a partida, mas o time cruzeirense pareceu nervoso em boa parte, ansioso para abrir o placar. O golaço de Gui Meira tranquilizou mais o time celeste, que depois passou a criar mais, mas sem conseguir ampliar graças a uma grande atuação do goleiro do Capital. O time tocantinense, inclusive, pode celebrar que fez uma boa partida dentro de suas limitações. O rubro-negro de Palmas está na sua quinta participação na Copinha, mas busca ainda sua primeira vitória.

Cruzeiro nervoso e Capital se defendendo

O primeiro tempo foi bastante marcado por erros e o nervosismos do time do Cruzeiro, que teve a bola por muito mais tempo, mas sem conseguir criar muitas chances de gol durante a maior parte do tempo. O gramado encharcado pela chuva contribuiu para o jogo mais difícil e os erros se acentuaram, com o time celeste errando muito no meio campo. A Raposa parecia um pouco nervosa também pela estreia. Inclusive, durante o jogo, a transmissão da CazeTV trouxe a informação que Seabra estava sentindo o time mais afobado e pedindo calma na primeira etapa. Do outro lado, o Capital se defendia bem, mas não conseguia sair para o ataque com qualidade.

Mesmo nervoso, o Cruzeiro conseguiu criar algumas chances. Quatro, para ser mais específico. Aos 15, Vitinho fez o goleiro adversário trabalhar com um chute no canto. Aos 29, o camisa 10 cruzeirense recebeu cruzamento de Ruan Índio e cabeceou bonito no canto, mas a bola foi caprichosamente na trave. Nos minutos finais, o time celeste se soltou um pouco mais e chegou duas vezes, ambas com o artilheiro Fernando. Na primeira, ele recebeu na área e bateu bonito no canto, mas um leve desvio fez a bola passar ao lado da trave. No segundo, Índio recebeu em profundidade, tirou o goleiro do lance, sem ângulo para bater, acionou o camisa 11, que se esticou batendo de carrinho e mandando para fora.

Joia cruzeirense decide com golaço

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo seguindo sendo o dono do jogo, mas o nervosismo ainda estava nítido nos jogadores, que pareciam querer logo marcar um gol para tirar a pressão. Não por acaso, Fernando desperdiçou uma chance clara aos nove minutos, quando acertou o travessão chutando sozinho da marca do pênalti. Mas o peso saiu das costas dos jovens cruzeirenses quando Gui Meira, uma das maiores promessas da base celeste, marcou um golaço. Ele recebeu na direita, passou pelo marcador e, da ponta da área, soltou uma bomba de três dedos para abrir o placar.

Depois do gol, o Cruzeiro começou a se soltar mais no jogo. Mesmo atrás do placar, o Capital não conseguiu (mal tentou) sair para o ataque em busca do empate. O time cruzeirenses ainda criou mais algumas chances, como uma bela jogada coletiva aos 28 minutos, que Arthur finalizou por cima do gol. A Raposa ainda criou mais chances, mas parou em bela atuação do goleiro Gustavo, que garantiu o placar mínimo. O time celeste ainda levou um susto no final em um escanteio que o Capital desperdiçou grande chance, mas conseguiu sair com os três pontos.

Cruzeiro na Copinha

Com a vitória contra o Capital, o Cruzeiro assume a liderança do Grupo 28, mas depende ainda do resultado final de União Mogi (SP) x Nova Mutum (MT), que ainda jogam na rodada. O time mato-grossense, inclusive, é o próximo adversário do time celeste. Eles se enfrentam no domingo (7), às 17h. A Raposa fecha o grupo contra os donos da casa de Mogi, na quarta-feira (10), às 17h15.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo