Brasil

Flamengo volta a Manaus depois de quase oito anos, e torcida corresponde com carinho

Retrospecto em Manaus é favorável ao Flamengo, que terá a torcida totalmente a seu favor na Arena da Amazônia

Chegou a hora do Flamengo fazer seu primeiro jogo oficial em 2024. O adversário será o Audax-Rio, em duelo válido pela primeira rodada da Taça Guanabara e, mesmo que se trate do Estadual, terá Manaus como palco para a partida. A Arena da Amazônia voltará a receber o Rubro-Negro depois de quase oito anos de espera e, diante da saudade, a torcida fez uma linda festa.

Ainda que tenha lotado o Aeroporto Internacional de Manaus, os torcedores acabaram driblados pelo Flamengo, que temia tumulto geral nos arredores da região. No hotel, contudo, o carinho foi correspondido, algo que também deve acontecer nas arquibancadas da Arena da Amazônia. O retrospecto do Rubro-Negro, inclusive, é positivo.

A torcida do Flamengo fez escolta do ônibus em Manaus (Foto: Divulgação/CRF)

 

Flamengo vence mais do que perde em Manaus

Ao todo, o Flamengo disputou cinco jogos na Arena da Amazônia e, apesar de ter aproveitamento de 60%, iniciou sua caminhada no estádio com derrota. O primeiro jogo do Rubro-Negro no local, válido pelo Campeonato Brasileiro de 2014, terminou em revés para o rival Botafogo. Wallyson e Rogério marcaram para o Alvinegro, enquanto o croata Eduardo da Silva descontou.

Depois da estreia frustrante, o Flamengo embalou três vitórias consecutivas em Manaus. Venceu o Vitória por 4 a 0, ainda no Brasileirão de 2014, Vasco, já no ano seguinte, em torneio amistoso, e o São Paulo, também pela liga nacional. Os dois últimos triunfos foram pela margem mínima, com gols de Everton “Motorzinho” Cardoso — ele mesmo — e Samir, respectivamente.

Na última vez que entrou em campo na Arena da Amazônia, contudo, o Flamengo acabou tomando o troco do Vasco. O Cruz-maltino derrotou o Rubro-Negro por 2 a 0, pela semifinal do Campeonato Carioca, com dois gols de Duvier Riascos. O duelo ainda acabou marcado negativamente pela postura do zagueiro Wallace, que abandonou as crianças na entrada em campo para fincar a bandeira do clube no centro do gramado. Deu — muito — errado.

Festa da torcida no hotel

Mesmo que tenha sido driblada no aeroporto, a torcida do Flamengo não desanimou e esteve no hotel para receber elenco, comissão técnica e diretoria. Na chegada, alguns atletas como Gabigol e David Luiz pararam para atender a galera, tirar fotos e distribuir autógrafos. O momento de confraternização é rotineiro, já que o Rubro-Negro é um dos poucos clubes nacionais do país.

Expectativa de casa cheia

Os ingressos para Flamengo e Audax começaram a ser vendidos ainda em dezembro, com preços variando entre R$ 150 e R$ 600. Apesar de caras, as 44.600 entradas esgotaram em pouco mais de cinco dias, criando-se a expectativa de uma Arena da Amazônia lotada, jogando junto com o Rubro-Negro, uma excelente atmosfera para a estreia do clube em 2024.

Os presentes em Manaus ainda tiveram um excelente presságio, já que o atacante Pedro, artilheiro da última temporada, por exemplo, se deparou com um urubu, mascote do clube, na janela de seu quarto no hotel. Para os rubro-negros, existe a superstição de que, se visto, o Urubu Rei traz um espírito de luta para aqueles que vestem essa camisa. Hora de dar os primeiros passos na temporada.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo