Brasil

Flamengo terá oportunidade única para vencer o Mundial sub-20

Tentativas da diretoria surtiram efeito, e o Rubro-Negro jogará a final no Maracanã, com o apoio da sua torcida

Os torcedores rubro-negros acordaram nessa segunda-feira (27) chuvosa com uma excelente notícia. A Conmebol, entidade máxima do futebol sul-americana, anunciou que a grande final do Mundial sub-20 será disputada no Maracanã. Dessa forma, o Flamengo enfrentará o Olympiacos, da Grécia, campeão europeu, diante da sua torcida.

A promessa de uma festa enorme já se espalhou nas redes sociais, mesmo que a partida só esteja marcada para agosto. Campeão mundial entre os profissionais, o Flamengo pode fazer história nas categorias de base, que vem empilhando títulos nas últimas temporadas.

Como serão os moldes da decisão?

  • Flamengo, campeão da Libertadores sub-20, e Olympiacos, vencedor da Champions da categoria, se enfrentarão no Maracanã em jogo único;
  • A partida acontecerá no dia 24 de agosto, sem horário definido pela Fifa;
  • O Rubro-Negro pode se sagrar o primeiro campeão brasileiro da competição.

Os campeões do Mundial sub-20

A competição é relativamente nova, já que só começou a partir de 2022. Considerada uma versão juvenil da antiga Copa Intercontinental, que envolvia os campeões da Europa e da América do Sul, o Mundial sub-20 teve dois campeões, um europeu e um sul-americano.

Na edição inaugural, o Peñarol foi derrotado pelo Benfica por 1 a 0 em pleno Estádio Centenário de Montevidéu, enquanto o Boca Juniors vingou a América do Sul ao vencer o Az Alkmaar, da Holanda, nos pênaltis, na mítica Bombonera. Os locais das decisões mostram que faz sentido o Flamengo ter sido contemplado com o Maracanã neste ano.

Como Flamengo e Olympiacos chegaram à final?

A Libertadores sub-20 foi conquistada de maneira invicta pelo Flamengo, o segundo campeão brasileiro do torneio, se juntando ao São Paulo na lista. O Rubro-Negro passou com tranquilidade por grupo que tinha Sporting Cristal, do Peru, Aucas, do Equador, e Defensor, do Uruguai. No mata-mata, teve pela frente os argentinos do Rosario Central e Boca Juniors, vencendo ambos por 2 a 1.

Mário Jorge é o primeiro técnico campeão da Libertadores sub-20 pelo Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/CRF)

No caso do Olympiacos, a Youth League 23/24 colocou um caminho bem diferente. Os gregos foram campeões nacionais e jogaram uma espécie de play-off com outros da mesma categoria para entrar já no mata-mata, enquanto gigantes como Real Madrid e Barcelona disputaram a fase de grupos. Esse é o tipo de regulamento que lembra o Campeonato Carioca no quesito confusão.

Nesse play-off alternativo, o Olympiacos passou por Lecce, da Itália, e Gabala, do Azerbaijão, com goleadas no agregado. Chegado o mata-mata, o nível dos adversários aumentou bastante, mas isso não intimidou os gregos, que venceram Inter de Milão e Lens, da França, nos pênaltis, para avançar às quartas.

A partir daí, o Olympiacos bateu o poderoso Bayern de Munique, passou pelo Nantes, da França, em nova disputa por pênaltis, e desbancou mais um gigante, o Milan, na decisão, com vitória por 3 a 0 e golaço de bicicleta. É um time perigoso, que foi crescendo ao longo da competição.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo