Brasil

Fagner está prestes a alcançar nova marca histórica pelo Corinthians

Há uma década no Corinthians, Fagner vai completar mais um marco com a camisa alvinegra

Há uma década vestindo a camisa do Corinthians, Fagner está prestes a alcançar mais uma marca histórica pelo clube. Na estreia pela Copa Sul-Americana, nesta terça-feira (2), contra o Racing-URU (onde assistir), o lateral-direito vai completar 550 partidas pelo Timão caso entre em campo — fato que deve se consumar uma vez que ele faz parte da equipe titular de António Oliveira.

— É uma vida. Muito tempo de clube, muita história, muita vivência, muito aprendizado, orgulho vivenciar esse momento. É difícil um jogador de linha alcançar essa marca, então fico feliz de alcançar essa marca no Corinthians. Espero conseguir outras marcas depois — afirmou o jogador à Corinthians TV.

Atualmente, Fagner é o nono jogador com mais partidas disputadas pelo clube. Além disso, ele exerce um importante papel de liderança no elenco corintiano. Não só pela experiência, mas por representar muito bem o espírito raçudo e brigador que existe no DNA do Timão.

Um ponto que mostra muito bem isso foi o nível de entrega do jogador na partida amistosa contra o Londrina, na última quarta-feira (27). Apesar de ser expulso após uma confusão com o adversário, Fagner mais uma vez teve uma atuação digna de uma partida de campeonato, dividindo cada bola com muito afinco.

Após uma intertemporada forçada pela queda precoce no Campeonato Paulista, a, Corinthians volta a disputar uma partida oficial. O alvinegro paulista vai a campo contra o Racing, às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, pela primeira rodada da fase de grupos da Sul-Americana.

— Ansiedade é para colocar em prática o que treinamos nos últimos dias, tudo o que fizemos com o António nesses dias, tudo que a equipe tem se fortalecido. Ansiedade é para colocar isso em prática. Queremos estrear bem, porque é uma competição importante para nós durante o ano.

António Oliveira enaltece desempenho de veteranos

O processo de recuperação de Paulinho, que sofreu uma grave lesão no joelho no ano passado, fez com que o atleta pensasse em desistir de retornar aos gramados. Em entrevista à Corinthians TV, o próprio jogador chegou a comentar a fase difícil que viveu. A superação dele, mesmo com as limitações físicas impostas pela idade, surpreendeu a comissão técnica de António Oliveira.

— Estamos felizes e orgulhosos do Paulinho. É um jogador que admiro muito, que admirava enquanto torcedor de futebol e hoje tenho o privilégio de ser treinador dele. Ele é um jogador como Cássio e Fagner, que representa os valores desse clube. Temos que valorizar — comentou António Oliveira após a reestreia de Paulinho no amistoso contra o Londrina.

Desde que chegou ao Corinthians, António intensificou a ponte entre jogadores e comissão. A relação do técnico português com os veteranos é positiva e ajuda o atual elenco a se fortalecer, principalmente após os baques — sequência de derrotas e eliminação do Campeonato Paulista — no início da temporada. Paulinho, Fagner e outros veteranos, que estiveram presentes no título brasileiro de 2017, ainda são parte essencial do trabalho.

— Eles não jogam pela história, mas porque entregam rendimento. Aqui joga o rendimento, e não a história. Eles encaram da melhor forma, transmitem identidade, e parabéns pelo retorno. Orgulha a vontade que eles têm de trabalhar todos os dias e continuar vencendo. Por isso chegam a esse patamar — acrescentou.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo