BrasilCopa do Nordeste

Esse lance fez o coração das torcidas de Náutico e Campinense parar de bater

O Bahia entrou em campo com o time misto, e ainda assim ia vencendo o Campinense por 1 a 0 no Amigão. Um resultado cruel, pois o Náutico perdera para o Salgueiro e um empate seria suficiente para classificar o time paraibano para as quartas de final da Copa do Nordeste como o terceiro melhor segundo colocado.

Falta para a Raposa. Bate-rebate na área do Bahia e a bola cai nos pés do volante Negretti. Ele chuta, mas não pega em cheio. A bola caminha devagar e esbarra na mão do goleiro Douglas Pires. O esférico fica ainda mais lento. São dois segundos que parecem durar toda a primeira fase. O coração do torcedor do Campinense já parou de bater. O do Náutico também. E, enquanto duas torcidas sofrem infarto coletivo, a bola continua caminhando.

Douglas Pires até a alcança, mas alguns décimos mais tarde. A bola entrou. O Campinense está classificado. O Náutico está fora. E a Copa do Nordeste continua sendo sensacional.

VEJA TAMBÉM:
– Nordestão já tinha versão melhorada do nome da Champions League, agora tem do hino
– Confianchester City? Conheça os times da Lampions League
– E se o Nordeste virasse um país, como seria a sua seleção? Conheça a URSA

Confira o gol do Campinense da melhor maneira possível, na narração do rádio:

Mostrar mais

Ubiratan Leal

Ubiratan Leal formou-se em jornalismo na PUC-SP. Está na Trivela desde 2005, passando por reportagem e edição em site e revista, pelas colunas de América Latina, Espanha, Brasil e Inglaterra. Atualmente, comenta futebol e beisebol na ESPN e é comandante-em-chefe do site Balipodo.com.br. Cria teorias complexas para tudo (até como ajeitar a feijoada no prato) é mais que lazer, é quase obsessão. Azar dos outros, que precisam aguentar e, agora, dos leitores da Trivela, que terão de lê-las.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo