BrasilCampeonato Brasileiro

É na força do Beira-Rio que o Inter se apoia para ser forte candidato à Libertadores

A arrancada do Santos, com 12 vitórias seguidas na Vila Belmiro pelo Campeonato Brasileiro antes de empatar com o Flamengo, na última quinta-feira, é espetacular, mas a força do Internacional no Beira-Rio não fica muito para trás. Neste domingo, o Colorado bateu o Grêmio, por 1 a 0, gol de Vitinho, e chegou a 12 jogos invicto jogando em casa pelo torneio nacional.

LEIA MAIS: Bela homenagem: Dourado dedica o primeiro gol como profissional a Fernandão

A força do Internacional em casa explica a boa posição do clube na tabela, embora o futebol desempenhado não seja exatamente de encher os olhos. Ainda não conseguiu uma grande sequência de vitórias (a maior no torneio foi de três jogos) porque, fora de casa, o time de Argel é presa fácil: desde a sua estreia como técnico colorado, foram nove partidas, com seis derrotas e um empate.

De qualquer maneira, o Inter aparece em quinto lugar, com os mesmos 56 pontos do São Paulo, já que nenhum time mostra muita consistência nessa briga pela quarta posição. Ele ainda pode ser ultrapassado pelo Santos, nesta rodada, mas o Peixe enfrenta o Coritiba, fora de casa, poupando jogadores importantes para a final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, contra o Palmeiras.

Neste domingo, 34 mil pessoas encheram o Beira-Rio para empurrar o Internacional contra o maior rival, que havia aplicado implacáveis 5 a 0 no jogo do primeiro turno, na Arena Grêmio. A vibração passou para dentro do campo. Os dois times conseguiram passar quase dois minutos inteiros sem um desentendimento, até Luan e Anderson se encrencarem. A partida estava pegada. D’Alessandro levou duas entradas duras de William e Walace, e Luan foi acertado por Rodrigo Dourado.

A primeira chance notável de gol saiu aos 17, em uma tentativa de Vitinho, que Grohe espalmou para a frente e Everton afastou para longe. Chutes fracos e despretensiosos foram tentados na sequência, até que Anderson tivesse uma grande oportunidade de abrir o placar, com uma cabeçada debaixo da trave que foi para fora. O Internacional era o time mais perigoso em campo, e ainda ameaçou com uma boa finalização de longa distância de Artur.

A partida voltou do intervalo, e o Inter seguiu em busca da vitória. Logo aos 7 minutos, Dourado conseguiu concretizar uma bela jogada de resiliência pela ponta direita e rolou para trás. Vitinho apareceu para conferir e fazer o único gol da partida. Tentou matar o jogo logo na sequência, exigindo duas boas defesas de Grohe, que mantiveram o Grêmio vivo na partida.

Roger trocou Douglas por Bobô para tentar o empate, mas a melhor chance veio pelos pés de Giuliano. Lançado dentro da área, ele rolou para Luan, que driblou Alisson e perdeu o ângulo. O atacante devolveu para o meia, que pegou de primeira e mandou para fora. Bobô ainda teve um chute cruzado para levar perigo ao goleiro da seleção brasileira, que fez a defesa em dois tempos.

O Internacional não devolveu a humilhação do primeiro turno, mas venceu com autoridade dentro de casa. Tem muita força no Beira-Rio, onde só perdeu duas vezes neste Campeonato Brasileiro. Ainda tem o Fluminense, fora, e o Cruzeiro, em casa, dois jogos difíceis. O São Paulo foi abalado pela goleada sofrida para o Corinthians, por 6 a 1, e fecha a participação contra Figueirense (C) e Goiás (F). O Santos está dividindo atenções com a Copa do Brasil, e além do Coritiba, ainda tem Vasco (F) e Atlético Paranaense (C). Nesse cenário, o Inter pinta como forte candidato ao quarto lugar.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo