Brasil

‘O que vimos aqui hoje é digno de pena’: Braz e Spindel sobem o tom contra CBF

Após empate diante do Bragantino, dirigentes do Flamengo externam insatisfação com arbitragem e pressionam entidade

O Flamengo saiu de campo nada satisfeito com a arbitragem do empate por 1 a 1 contra o Red Bull Bragantino, neste sábado (4), no Nabi Abi Chedid. Após o apito final, Bruno Spindel, diretor-executivo do Rubro-Negro, pediu para falar no “SporTV”, e protestou muito contra a CBF. O dirigente questionou a entidade sobre o que enxerga como prejuízos constantes ao Mais Querido no Campeonato Brasileiro, além de citar indiretamente adversários recentes, que fizeram queixas públicas, como John Textor, acionista majoritário do Botafogo, e Adson Batista, presidente do Atlético-.GO.

— A gente acha o que está acontecendo um acinte. O presidente de um clube diz que tem roubo, que tem fraude, que tem manipulação. O outro diz que tem assalto. E jogo após jogo, com os árbitros acuados, eles vão prejudicando o Flamengo. O que é mais acintoso é a falta de critério. E sempre contra o Flamengo. Eu não consigo achar que isso é normal e que não tem alguma coisa por trás. É um acinte o que aconteceu. O Fabrício (Bruno) sofre falta no Maracanã, não anulam o gol. Luiz Araújo sofre pênalti hoje, nada. E todos os lances vão se acumulando contra o Flamengo. Os árbitros acuados… Um presidente diz que tem fraude, que tem assalto. Como é que os árbitros vão trabalhar desse jeito? Só vão errar contra o Flamengo — disse Spindel, antes de completar:

— E quem grita mais, e fala que tem roubo, que tem assalto, que tem o caramba, é que vai ser beneficiado. A gente vai ter que dizer que tem roubo também? Que tem manipulação, que tem ordem de cima para os árbitros errarem contra um ou contra outro, que é manipulado, que tem fraude? A gente vai ter que falar isso também para começarem a respeitar o Flamengo? É isso que tem que ser feito? A CBF precisa esclarecer. Porque não acontece nada.

O Flamengo reclama de dois lances, ambos citados por Spindel no desabafo. O primeiro ocorreu no clássico contra o Botafogo, em que Fabrício Bruno teria sofrido uma falta no segundo gol da vitória alvinegra. Já o outro aconteceu neste sábado (4), em um suposto pênalti não marcado em Luiz Araújo.

Coletiva de imprensa foi com Marcos Braz e Spindel

O técnico Tite não falou após a partida em Bragança Paulista. O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, ao lado de Bruno Spindel, foi quem concedeu entrevista coletiva. A dupla de dirigentes fez críticas duras contra a arbitragem e a CBF, e não respondeu a questionamentos sobre outros temas.

— Hoje o assunto que a gente tem que falar, não pode ser diferente, tem que ser a arbitragem. A maneira como a arbitragem está sendo conduzida no futebol brasileiro é preocupante (…) Está dando pena ver os árbitros altamente pressionados, com psicológico, dá até pena. O que eu vi no final do jogo aqui, eu nem quis falar muito, eu falei para eles que eles deveriam se unir, se posicionar sobre as acusações que foram feitas, eu nem reclamei do jogo, fiquei com pena — afirmou Marcos Braz.

— É uma vergonha o que está acontecendo. Quero entender o seguinte: é quem bate mais forte na mesa, quem briga mais que está levando? É (para) isso que a CBF tá se ajoelhando? É quem dá porrada na mesa, quem bate, quem faz de ilações perigosíssimas? A gente tem que ver como vai fazer, porque o campeonato não vai acabar bem (…) Se a gente entender que tem que falar, pressionar, o Flamengo vai fazer isso também. Eu não acho esse caminho correto, mas está vergonhoso. O que a gente viu hoje aí é digno de pena.

Por que Tite não participou da coletiva? Marcos Braz explicou

Antes de encerrar a coletiva, Marcos Braz falou sobre a ausência de Tite na mesa. Segundo o VP rubro-negro, o técnico estria indignado com os erros do árbitro na partida e sem condições de conceder entrevista à imprensa.

— Se o Tite vem aqui (na entrevista) dá maneira que ele está no vestiário, não seria bom para o Flamengo, não seria bom para ninguém. A mensagem está dada, eu só quero saber, entender se quem grita mais vai levar”.

Próximos jogos do Flamengo

  • Palestino x Flamengo – Copa Libertadores – 07/05
  • Flamengo x Corinthians – Campeonato Brasileiro – 11/05
  • Flamengo x Bolívar – Copa Libertadores – 15/05
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo