BrasilCopa do Nordeste

Diego Souza dá show e coloca o Sport no caminho do Santa Cruz; outra semi terá Ba-Vi

Estamos na quinta edição da Copa do Nordeste, desde que ela voltou a ser disputada em 2013, e pela primeira vez teremos clássicos regionais nas duas semifinais. Neste fim de semana, foram definidos os confrontos que valem vaga na grande decisão. De um lado, Bahia x Vitória. Do outro, Sport x Santa Cruz, que repetem uma das semis do Nordestão de 2014, da qual o Leão saiu vencedor.

LEIA MAIS: Sem firula! Caça-Rato rouba o gol de companheiro que havia driblado o goleiro

Os jogos serão disputados no fim de semana de 23 de abril e no meio de semana seguinte. Bahia e Vitória ainda não se enfrentaram este ano – o primeiro Ba-Vi pelo Campeonato Baiano está marcado para o próximo domingo -, mas Sport e Santa Cruz já cruzaram seus caminhos duas vezes em 2017. Os dois jogos terminaram empatados por 1 a 1.

Show de Diego Souza

O único time que realmente sofreu muito para se classificar foi o Sport. Depois de perder para o Campinense, finalista da última edição, por 3 a 1, tinha muito trabalho a fazer na Ilha do Retiro. O primeiro tempo foi perfeito. Rogério abriu o placar, aos 3 minutos, e Diego Souza ampliou com uma pintura, invadindo a área, driblando e marcando com muita categoria. No entanto, Fernando Pires descontou para os paraibanos, no começo da segunda etapa, e estava classificando a Raposa até Diego Souza decidir novamente. E novamente em grade estilo: de bicicleta. Nos pênaltis, o Leão venceu por 4 a 2 e avançou às semifinais.

Economia de gols

Um gol no jogo de ida e outro no de volta bastaram para o Santa Cruz avançar contra o Itabaiana. O curioso é que os dois gols saíram da mesma forma: com Anderson Salles cobrando falta.

Bahia passeia contra o Sergipe

A vitória por 4 a 2 sobre o Sergipe, fora de casa, no jogo de ida, deu tranquilidade ao Bahia. Talvez tranquilidade até demais. Os anfitriões da Fonte Nova fizeram um primeiro tempo morno, e quase saíram atrás, quando o artilheiro do Nordestão, Hiago, tocou na saída de Anderson, mas Eduardo salvou a pátria. Na segunda etapa, a porteira abriu. Edson marcou duas vezes e Edigar Junio fez o outro. No fim, 7 a 2 no placar agregado.

Sem problemas para o Vitória

O Vitória também não sofreu para se classificar. Havia vencido o River, do Piauí, por 3 a 2, fora de casa, e podia até ser derrotado no Barradão. Mas ganhou, por 1 a 0, gol de José Welison. A torcida só teve que esperar mais do que o normal para comemorar a vaga porque a partida foi interrompida na metade do segundo tempo por falta de energia no estádio.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo