BrasilCopa do Brasil

Confiança usará exposição de jogo com o Flamengo para conscientizar sobre a violência contra a mulher

Após o Dia Internacional da Mulher ter registrado algumas ações positivas de clubes brasileiros, reforçando a mensagem de combate à violência contra a mulher, uma outra equipe planeja lembrar seus torcedores da gravidade do problema social e da necessidade de mudança dessa mentalidade que alimenta o feminicídio. Alarmado pelos crescentes números de casos de violência de gênero no Sergipe, o Confiança usará o jogo com o Flamengo, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, como plataforma para passar uma mensagem de luta e denúncia dos agressores.

VEJA TAMBÉM: O futebol feminino já foi proibido até pela lei brasileira, mas segue na luta pela emancipação

A campanha, chamada “Não Quebre a Confiança”, consistirá das seguintes ações: os jogadores entrarão em campo com nomes de mulheres vítimas de violência de gênero estampados onde deveriam estar os seus próprios nomes. Durante a execução do hino nacional, os atletas ainda farão o símbolo da campanha com os braços, segurando um dos punhos com a outra mão. Sem revelar como, o clube diz que torcedores e imprensa também serão envolvidos na ação.

O símbolo da campanha (Divulgação)
O símbolo da campanha (Divulgação)

Além dos gestos em campo, o clube criou um hotsite em que as histórias das mulheres cujos nomes serão estampados nas camisas serão contadas, visando à conscientização da violência de gênero. Segundo o clube, o Sergipe tem registrado aumento no número de casos de violência contra a mulher, e mesmo o crescimento de campanhas não tem ajudado a desacelerar ou diminuir os incidentes.

O Confiança destacou como o futebol ainda é um ambiente predominantemente masculino e, portanto, um bom lugar para se começar uma ação dessas, que diz ser “o primeiro momento de um movimento que promete tomar conta das mídias e levar o público amante do futebol à discussão”. Nada como a exposição de um jogo contra um dos times mais populares do país para começar a espalhar a mensagem.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo