Brasil

Com números absurdos, Arthur Cabral é convocado pela Seleção: “Entrei em choque”

O atacante de 23 anos do Basel marcou 20 gols em apenas 16 partidas por todas as competições neste começo de temporada do futebol europeu

A CBF anunciou nesta sexta-feira que o atacante Arthur Cabral, 23 anos, foi convocado pela seleção brasileira para as partidas contra Venezuela, Colômbia e Uruguai que serão disputadas em outubro. O ex-jogador de Ceará e Palmeiras fez por merecer a sua chance com um começo de temporada fantástico pelo Basel em que marcou 20 gols em apenas 16 partidas por todas as competições.

Formado pelo Vozão, Arthur foi contratado pelo Palmeiras no final de 2018, época em que o clube paulista ainda empilhava jogadores sob o comando do diretor Alexandre Mattos, e nunca ganhou muitas oportunidades. Marcou apenas um tento em meia dúzia de partidas. Seis meses depois de chegar, foi emprestado ao Basel, que exerceu a cláusula de compra obrigatória após o atacante marcar 12 dos 18 gols que faria naquela temporada.

Ele brilhou ainda mais na última campanha do Basel, com 20 gols em 35 partidas por todas as competições, mas nada parecido com o começo desta temporada. Marcou 11 vezes em oito rodadas do Campeonato Suíço, oito em seis partidas das fases preliminares da Liga Europa, nas quais o Basel foi eliminado pelo Hammarby, da Suécia, nos pênaltis, e mais um na Conference League.

“Estava em casa e por volta das nove horas me ligou um número desconhecido do Rio de Janeiro. Geralmente eu não atendo, mas hoje atendi e era o Juninho (Paulista, coordenador da Seleção Brasileira). Lembro até a parte em que ele se apresentou, entrei em choque. Depois não lembro de mais nada”, afirmou, em entrevista ao site da CBF.

Arthur foi convocado para a vaga de Matheus Cunha, machucado, e oferecerá uma característica diferente ao técnico Tite do que o mais móvel atacante do Atlético de Madrid. É mais centroavante clássico, com presença de área e finalização, mas afirmou que evoluiu taticamente no Basel. “Acredito que posso me adequar ao estilo de jogo da Seleção. Gosto de estar entre os zagueiros, mas também tenho qualidade para atuar fora da área”, explicou.

Nas partidas contra Chile e Peru na Data Fifa de setembro, Tite armou um ataque muito móvel com Gabriel Barbosa e Neymar, com apoio de Vinícius Júnior e Éverton Ribeiro, que chegou até a ser escalado mais centralizado. Com os jogadores da Premier League, o ataque será reforçado por Roberto Firmino e Gabriel Jesus (mais usado pela direita).

Arthur Cabral deve ganhar pelo menos alguns minutos, mas parece feliz apenas de ser incluído. “Já vou começar a pensar numa musica. Imaginei muito esse dia e prometo não fazer feio. Vou escolher uma musica legal e cantar pra todos mundo”, afirmou, em referência ao trote aos novatos da seleção brasileira – subir em uma cadeira e cantar uma música.

Embora nunca tenha defendido a seleção brasileira principal, Arthur havia sido convocado para amistosos do time olímpico em 2019 e enfrentou o Chile. “Esses dois dias até eu me apresentar vão passar bem devagar, mas tenho que manter a cabeça focada. Domingo temos um jogo muito importante e depois disso, aí sim,  mergulhar de cabeça nessa oportunidade”, encerrou.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo