Brasil

Com gol relâmpago e expulsão, Cruzeiro vence o segundo clássico do ano

Acabou a série perfeita do Atlético no Campeonato Mineiro e da pior forma possível. Porque agora quem tem 100% de aproveitamento, em clássicos nesta temporada, é o Cruzeiro. Com um gol relâmpago de Thiago Neves e Fred expulso ainda no primeiro tempo, a Raposa venceu, no Mineirão, por 2 a 1, com certa tranquilidade, apesar de o Galo ter assustado um pouco com o gol de Elias nos minutos finais, recuperando-se de dois empates seguidos pelo Estadual.

LEIA MAIS: Neste fim de semana, o que não falta é jogaço no futebol europeu

O triunfo começou a ser construído logo no primeiro minuto: Marcos Rocha foi desarmado no meio-campo, e o Cruzeiro executou uma trama em alta velocidade. De Diogo Barbosa para Arrascaeta para Thiago Neves, que bateu de fora da área. Giovanni aceitou o chute e espalmou para as próprias redes. O Atlético Mineiro respondeu com uma bomba de Otero de fora da área, em cobrança de falta, que Rafael também esboçou soltar, mas agarrou em dois tempos.

Já era um jogo de poucas oportunidades antes de uma decisão crucial do árbitro. Aos 25 minutos do primeiro tempo , Fred deu um soco no rosto de Manoel e foi expulso. Com um a mais, o Cruzeiro sentiu-se ainda mais confortável em campo. Quase ampliou com Rafinha, cujo chute de fora da área passou tirando tinta da forquilha de Giovanni. Thiago Neves também levou perigo de média distância. Ariel Cabral chegou a colocar a bola nas redes, mas estava impedido.

O segundo tempo correu sem grandes oportunidades até o Cruzeiro fazer o segundo. Aos 13 minutos, Ezequiel cobrou alteral, Sóbis desviou de cabeça e Thiago Neves recolheu. O meia soltou com Arrascaeta, que encheu o pé da entrada da área e ampliou o marcador. Era para ser o fim do jogo, mas o Atlético Mineiro não desistiu. Elias desarmou na intermediária e mandou de fora da área. Rafael espalmou à trave. Aos 42 minutos, o volante pegou a sobra de dentro da área e mandou para as redes. Foram minutos tensos para o Cruzeiro. Seria uma tragédia deixar escapar a vantagem, o que quase aconteceu quando Rafael Moura marcou, aos 49 do segundo tempo, mas, para a sorte da Raposa, estava impedido.

O Cruzeiro segue invicto na temporada e, melhor ainda, venceu os dois clássicos, depois do 1 a 0 pela Primeira Liga, em fevereiro. O Atlético será líder da primeira fase do Campeonato Mineiro mesmo assim, mas a segunda derrota para o rival vai doer por algum tempo.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo