Brasil

Carille quer vingar derrota do Santos na 3ª rodada com título sobre o Palmeiras

Na 3ª rodada, o Santos perdeu do Palmeiras e, desde então, Carille vinha desejando reencontra na final

O Santos está em vantagem na final do Campeonato Paulista. E a partir da próxima terça-feira (2), o técnico Fábio Carille começa a desenvolver as suas estratégias para assegurar o título do Estadual, no próximo domingo (7), no Allianz Parque. Se conseguir isso, o treinador alvinegro encerrará a competição muito feliz com o troféu e com o fato de superar o Alviverde, objetivo que traçou após a derrota por 2 a 1 na terceira rodada.

Por conta do triunfo de 1 a 0 na noite deste domingo (31), na Vila Belmiro, com gol de Otero, o Santos precisa de apenas um empate na próxima semana para colocar o 23º título estadual em exposição no Memorial das Conquistas.

— Estamos enfrentando um dos melhores times dos últimos anos, por isso temos que ter humildade e respeito. A vantagem, mesmo que mínima, é importante. Saí do jogo na terceira rodada e falei para todos que estavam no vestiário que eu gostaria de chegar na final com o Palmeiras. Vamos continuar com humildade para melhorar o que temos que melhorar e, quem sabe, buscar o título lá dentro — disse o treinador do Peixe em entrevista coletiva.

O Santos sentiu raiva do Palmeiras?

Durante as explicações sobre a vitória na primeira final, Carille deixou claro que a derrota na terceira rodada não trouxe um sentimento negativo nele.

— Não foi raiva do Palmeiras, nada disso. Mas é um time que está há quatro anos junto e eu queria enfrentar o melhor. Os dois melhores chegaram.

Como impedir o Palmeiras de fazer o que fez nas outras finais?

Atual bicampeão paulista, o Palmeiras decidiu os dois títulos jogando em casa e revertendo resultados. Em 2022, o Alviverde perdeu a ida por 3 a 1 para o São Paulo, e em 2023 por 2 a 1 para o Água Santa. Carille sabe disso e quer evitar que o mesmo ocorra com o Santos.

— Vamos precisar ter bastante atenção, igual tivemos hoje. Vamos procurar segurar bem os primeiros minutos para que não venha pressão. Começar a incomodá-los na primeira pressão. Sabemos como eles atacam, o que eles podem explorar no sistema ofensivo e defensivo deles. Temos que continuar nessa batida para fazermos um bom jogo lá.

Como foi a visita de Neymar antes da final?

Diferentemente da programação no confronto contra o Corinthians, na 6ª rodada do Paulistão, quando Neymar também esteve na Vila Belmiro, no duelo com o Palmeiras o Menino da Vila foi ao vestiário rapidamente antes do início do confronto. E Carille aprovou como tudo aconteceu.

— Gostei da ideia quando soube, infelizmente não vi ele entrando com a taça. Passou rápido pelo vestiário e eu preferi assim. Tive uma experiência em 2017 com o Ronaldo, que apareceu só na hora da reza e foi embora. É um ídolo, mexe com todos, e temos que ter cuidado. No campo estava Pepe e Clodoaldo, isso só engrandece a festa. Isso nos motiva e motiva o torcedor.

O gramado do Allianz Parque preocupa o Santos?

No próximo domingo o Santos voltará ao Allianz Parque pela primeira vez desde toda a polêmica que envolveu o gramado do estádio na terceira rodada. Isso, no entanto, ainda não preocupa o treinador.

— Sabemos que eles são fortes, é um jogo diferente, a bola rola mais por ser sintético. Temos um time experiente que sabe suportar os momentos. Nesta segunda-feira é folga, mas terça já vamos para o campo. A partir de então, vamos sentar com o DM para fazer as melhores escolhas.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo