Brasil

Cansou da briga Flu, Fla e Lusa no tapetão? Agora tem o capítulo do Cianorte

Liminar para cá, liminar para lá, TJ, STJD, STF, STJ… O noticiário da confusão que envolve Héverton, André Santos, Portuguesa, Flamengo e Fluminense anda meio repetitivo. Então saia dessa. Tem coisa nova para se discutir. Porque, nesta quinta, o Cianorte conseguiu, na justiça comum, um lugar na Série C de 2014.

Segundo o clube do norte do Paraná, a CBF teria emitido um documento que garantia a equipe na Série D do ano passado, pela quinta colocação do time em 2012. No entanto, com a diminuição de 32 para 20 equipes, o Cianorte acabou ficando de fora.

O assunto parecia acalmado, mas outra briga jurídica criou uma brecha. Treze e Rio Branco-AC disputavam o direito de jogar a Terceirona. Um acordo fez que os dois ganhassem uma vaga na Serie C de 2013, que teve 21 participantes. E aí o Cianorte se lembrou da promessa da CBF de um ano atrás.

Segundo o Estatuto do Torcedor, um campeonato precisa ter o mesmo regulamento por dois anos seguidos. Se a Série C de 2013 teve 21 times, argumenta o clube paranaense, ela deveria manter esse número em 2014. E quem ficaria com essa vaga? O clube entrou na justiça comum e conseguiu uma liminar que lhe garantia esse posto. É o tapetão criado pela brecha aberta por outro tapetão. É o tapetão ao quadrado.

Esse ano de 2014 será longo, pelo visto.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo