Brasil

Cai um tabu de dez anos no clássico mais antigo do Rio de Janeiro

Enquanto o Brasil fala só de um Atlético x Cruzeiro na decisão da Copa do Brasil que ainda nem aconteceu, vamos falar de um clássico que já ocorreu. E que teve um final glorioso, com um tabu de dez anos caindo.

LEIA TAMBÉM: Como uma parceria fracassada quase afundou o ano do America-RJ

Nesta quarta, o America fez 2 a 0 no Bangu pela Taça Rio. Foi a primeira vez em uma década que o Sangue venceu o Clássico Bisavô (tem esse nome por ser dois meses e meio mais antigo que o Clássico Vovô entre Fluminense e Botafogo). Tudo bem que os dois clubes já viveram momentos mais gloriosos, com craques dos dois lados e partidas diante de até 30 mil pessoas no Maracanã. Mas os 157 torcedores que foram ao estádio do Madureira viram um momento histórico na vida dos dois times que brigam pelo posto de quinto maior do Rio de Janeiro.

E, como todo jogo histórico que se preze, é importante deixar a ficha técnica e os lances para ser eternizada:

BANGU 0x2 AMERICA

Copa Rio, 2ª fase
Data: 5 de novembro de 2014
Local: estádio Aniceto Moscoso (Rio de Janeiro)
Público: 157 pagantes (217 presentes)
Renda: R$1.330
Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga
Assistentes: Jackson Lourenço Massara dos Santos e Paulo Vitor Paladino Carneiro

Bangu: Fernando Cunha; Anderson Kunzel, Kerlyson (Paulinho Fernandes, 20´/2T), Sérgio Raphael e Guilherme; Anderson Penna, Magno (Luiz Felipe, 26´/2T) e Raphael Augusto; Du Paraíba (Carlos Alberto, 34´/1T), Lucas e Bruno Luiz.
America: Luís Henrique; Marcelo Costa, Jadson e Vladimir (c); Max, Taércio, Raphael Azevedo, Leandro Chaves (Vinícius Paquetá, 34´/2T) e Edu Pina; Daniel (Denilson, 17´/2T) e Gilcimar. Técnico: Ailton Ferraz.
Cartões amarelos: Anderson Penna (BAN)
Gols: Jadson (24/1T) e Gilcimar (30/1T)

Mostrar mais

Ubiratan Leal

Ubiratan Leal formou-se em jornalismo na PUC-SP. Está na Trivela desde 2005, passando por reportagem e edição em site e revista, pelas colunas de América Latina, Espanha, Brasil e Inglaterra. Atualmente, comenta futebol e beisebol na ESPN e é comandante-em-chefe do site Balipodo.com.br. Cria teorias complexas para tudo (até como ajeitar a feijoada no prato) é mais que lazer, é quase obsessão. Azar dos outros, que precisam aguentar e, agora, dos leitores da Trivela, que terão de lê-las.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.