Brasil

Brasil joga pouco em casa, admite Kaká

O meia Kaká declarou, em entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport, que o Brasil joga poucas vezes em casa, por fazer a maior parte de seus amistosos na Europa. O jogador do Milan falou sobre as conseqüências do êxodo prematuro de jogadores para o exterior e sobre a distância da Seleção de seu público.

“Agora temos de jogar os amistosos na Europa, e nossos torcedores só podem nos ver de perto nas eliminatórias da Copa do Mundo, um total de nove jogos. São poucos”, afirmou Kaká.

“Sobre os jovens, eu gostaria que eles ficassem no Brasil por mais tempo, que crescessem no nosso país. Por eles mesmos, para tornar nossos campeonatos mais atraentes e para facilitar as coisas para quem tem de formar um grupo para a seleção. Mas todos querem vir para a Europa, e logo”, lembrou o meia.

Kaká ainda falou sobre sua função no Milan, esclarecendo que não se considera um atacante, apesar de ser citado como tal no material de imprensa do clube para a temporada: “Eu já disse a todos, inclusive a (Carlo) Ancelotti: não sou atacante. Posso até ser artilheiro do campeonato, como aconteceu na Liga dos Campeões, mas marcar gols não é minha função principal”.

“Não estou dizendo que eu não goste de marcar gols, mas normalmente faço da minha maneira, partindo de longe, de trás. É minha força. Não sei jogar de costas para o gol. Construo os gols do meu jeito, e para o time faço o que serve e jogo onde me escalam”, argumentou.

Sobre o início do Campeonato Italiano, Kaká elogiou a Roma – “Joga com a bola no chão, sempre atacando, e joga pela beleza do futebol” – e lamentou os problemas de Adriano com a Internazionale – “Não gosto de vê-lo nas tribunas, é talento desperdiçado”.

O meia considera o recém-contratado Alexandre Pato “um garoto de grandes qualidades” e espera que ele “se adapte o mais rápido possível”. A respeito de sua ausência da Copa América e da volta como reserva à Seleção de Dunga, Kaká disse estar “tudo em ordem” e afirmou que prefere não voltar ao tema no futuro.

“Lutei para ser titular no São Paulo, no Milan e na Seleção. Fiz isso por toda a vida e vou fazer novamente”, avisou.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo