Brasil

Brasil é dominado, mas arranca empate em Quito

O Brasil vencia o Equador até os minutos finais, quando sofreu o empate por 1 a 1. Ainda assim, pode-se dizer que saiu do gramado do estádio Nacional de Quito com gosto de vitória. O domínio equatoriano foi tão grande que seria uma injustiça a Seleção voltar para casa com três pontos.

Desorganizado em campo e sem opções para anular as armas do adversário, o Brasil teve um péssimo primeiro tempo. Logo nos primeiros minutos, teve uma oportunidade com Marcelo entrando livre pela esquerda e chutou cruzado, para boa defesa de Cevallos. Depois disso, houve um completo domínio do Equador.

Os equatorianos marcavam com afinco, se movimentavam com rapidez e sempre encontravam espaço na fraca marcação brasileira. O gol só não saiu por uma soma de azar (uma bola na trave), erros nas finalizações e boa atuação de Júlio César.

No segundo tempo, o cenário não mudou. A Seleção continuou frágil na disputa do meio-campo, com volantes lentos e Ronaldinho apático. A pressão equatoriana continuou, mas Júlio César, em grande atuação, continuava mantendo o 0 a 0 no marcador.

Aos 27 minutos do segundo tempo, em um raro contra-ataque brasileiro, Júlio Baptista abriu o marcador. O meia da Roma, que entrara no lugar de Ronaldinho minutos antes, chutou na trave. A bola bateu nas costas do goleiro equatoriano Cevallos e entrou.

O Equador intensificou sua pressão, mas dava sinais de desespero. Assim, quase sofreu o segundo gol em contra-ataques. Cevallos fez boa defesa em um e Luís Fabiano acertou a trave em outro.

Aos 43 minutos, quando parecia que o Brasil venceria, saiu o gol do time da casa. Edison Méndez fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Benítez desviou, Júlio César espalmou e Noboa completou no rebote. No pouco de jogo que restou, os equatorianos ainda tentaram a virada, mas não tiveram sucesso.

A Seleção continua sem vitórias sobre o Equador fora de casa em partidas de Eliminatórias. Em quatro partidas, foram dois empates e duas vitórias equatorianas.

O resultado deixou o Brasil na terceira posição das Eliminatórias sul-americanas, com 18 pontos, um a menos que a Argentina. O Chile, com 16 e um jogo a menos, pode chegar a 19 ainda neste domingo. O Equador foi a 13 pontos e caiu para a sétima posição.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo