Brasil

Aos 36 anos, Hernanes volta para casa em busca do seu futebol no Sport

Nascido no Recife, Hernanes jogará pela primeira vez na carreira em um clube da sua cidade

Hernanes está de volta para casa. Pode parecer estranho dizer isso, porque o jogador jamais atuou em clubes do Recife, mas é a cidade onde nasceu e de onde saiu, ainda adolescente, para ir à base do São Paulo. Após 20 anos, após ganhar o mundo e jogar por Lazio, Internazionale, Juventus China e seleção brasileira, o Profeta volta à cidade em que nasceu para tentar recuperar a alegria de ser um jogador profissional, aos 36 anos. Hernanes assinou com o Sport até o fim da temporada 2021, em um contrato de produtividade. Na atual fase da carreira, o que o meia precisa é de continuidade, minutos em campo e confiança do clube, como é o caso do rubro-negro.

Há duas semanas, o jogador encerrou a sua história no São Paulo, onde era um reserva que raramente entrava em campo. Nesta temporada, ele foi relacionado para cinco jogos na Série A, mas não entrou em nenhum deles. Pediu para sair do São Paulo porque ainda almejava jogar. Sabia precisar ir para um clube que não estivesse no topo, porque o nível que apresentou nos últimos dois anos não o credenciava para isso. O Leão da Ilha do Retiro logo se tornou uma opção, em um acordo que permite ao jogador voltar a jogar na Série A. Segundo o ge.globo, os valores do salário do jogador estão na realidade financeira do Sport.

Hernanes terá a chance de mostrar aos torcedores, aos companheiros e a ele mesmo, especialmente, que pode ainda ser um jogador importante. Ele recebeu a camisa 8, um número que sempre gostou de vestir e foi o seu escolhido na Lazio. Curiosamente, ele nunca vestiu esse número no São Paulo: foi 26, 15 e 10. O seu número de escolha acabou sendo o 15 nas duas últimas passagens, em 2017 e desde 2019 até este ano de 2021.

Sua última passagem pelo São Paulo passou longe do que se esperava. Quando Hernanes voltou ao Morumbi pela segunda vez, anunciado ainda em dezembro de 2018, parecia um tiro certo para a reconstrução do time. Nunca faltou vontade, mas pareceu faltar ter uma capacidade técnica de liderar o time como foi em 2017, sendo uma referência. Não conseguiu render, perdeu espaço pouco a pouco até ficar na reserva, entrando cada vez menos.

No Sport, ele pode ter sequência, ajudar a dar experiência à equipe com Thiago Neves, que também em 36 anos, e o atacante André, de 30. O Leão espera ter em Hernanes uma reserva técnica importante, além de ser também uma liderança. A experiência que o meia tem é muito útil, especialmente em um time que precisa de todo e qualquer ponto que puder ganhar e que é favorito contra poucos adversários. Poderá usar algumas das suas qualidades, especialmente em bolas paradas. Tem condições de fazer bons jogos e ser importante.

Em 15º na tabela do Brasileirão, o Sport sabe que a sua luta é por permanência na Série A. Na temporada passada, o time escapou do descenso na rodada final. Os torcedores esperam que o time consiga passar menos sufoco nesta temporada, embora tudo indique que a luta será até o final. Com a chegada de Hernanes, a diretoria espera ter um jogador que seja referência não só em campo, mas também uma conexão com o torcedor na Ilha do Retiro, como foi Diego Souza no passado e Thiago Neves desde 2020. Será algo interessante para assistir e uma das histórias até o fim deste Brasileirão.

Hernanes assina contrato com o Sport (divulgação / Sport)

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo