Atlético de Madrid e Barcelona enfrentaram-se neste domingo (1) na capital espanhola, e a partida foi tão acirrada quanto se podia esperar. O que parecia se encaminhar para um 0 a 0, diante da boa atuação dos goleiros, se tornou vitória blaugrana, com intervenção divina de Lionel Messi, autor do único gol no 1 a 0 do Barça sobre os colchoneros. O triunfo foi o primeiro dos catalães no Wanda Metropolitano e colocou o time na liderança de La Liga.

O Barcelona não apresentou nada de extraordinário para vencer o Atlético. Sem brilho ou algum indício de melhora significativa, Ernesto Valverde reforça a cada semana que não é o técnico certo para o Barça. Porém, mais uma vez, dois nomes vieram salvar a equipe: Ter Stegen lá atrás, Messi lá na frente.

No primeiro tempo, o Atleti foi superior, com muito mais volume ofensivo e forçando Marc-André Ter Stegen a trabalhar. Aos sete minutos, um cruzamento de Mario Hermoso desviou em Junior Firpo e acertou a trave. Aos 19, João Félix cruzou com precisão milimétrica para Hermoso, que finalizou como deveria, mas parou em defesaça de Ter Stegen. Aos 40, foi a vez de Morata ser frustrado pelo goleiro alemão. Depois de cobrança de escanteio, o espanhol cabeceou com força, para o chão, mas Ter Stegen fez outro milagre.

A melhor chance do Barça na primeira etapa veio também em escanteio, com Piqué acertando o travessão ao cabecear para encobrir Oblak.

Classificações Sofascore Resultados

No segundo tempo, as finalizações trocaram de lado, embora, com exceção do gol, o Barça não tenha criado oportunidades perigosas como as do Atleti na primeira etapa. De qualquer forma, finalizou mais (7 a 6) e acertou o alvo em quatro oportunidades, contra nenhuma dos colchoneros.

Para a sorte do time de Valverde, uma dessas quatro oportunidades veio dos pés de Lionel Messi. Aos 41 do segundo tempo, em jogada que já é uma de suas marcas registradas, tabelou em diagonal com Suárez e bateu forte, com curva, no canto direito de Oblak para decretar a vitória por 1 a 0 com um golaço.

Com o triunfo, o Barcelona impediu que o Real Madrid se distanciasse, igualou seus 31 pontos e assumiu a liderança, com mais vitórias e maior saldo de gols. De quebra, aumentou a vantagem para o Atleti para seis pontos, quando poderia ter sido igualado em caso de derrota. Os resultados do Barça na temporada são enganosos e não refletem o desempenho coletivo do time. O talento individual nem sempre virá ao socorro de Valverde. Mas desta vez, como em várias outras, veio.