América do Sul

Uma garrafa térmica ganhou votação para ser mascote do Uruguai – e aí a Federação abriu uma nova etapa

Não vai ter golpe: Justiça à Botija!

A Federação Uruguaia de Futebol abriu uma votação há cerca de uma semana para eleger o mascote da sua seleção na Copa do Mundo do Catar, e quem ganhou foi uma garrafa térmica. Com a cuia de mate na mão e tudo. O resultado não parece ter agradado todo mundo, apesar de ter vencido com folga, porque a entidade agora anunciou que na verdade essa foi apenas a primeira etapa da eleição.

A Botija, ou Termito, recebeu 58,2% dos 100 mil votos. O Marguy (uma jaguatirica) levou 12,2%, seguido pelo Garrancho (um condor), com 12%, o Tranque (um cavalo), com 10,3% e o Zo Rou (uma raposa) com 7,3%.

Mas, apesar da vitória esmagadora, parecem estar tentando dar um golpe na garrafa térmica porque a federação disse que dado o “grande interesse do público” e “as novas ideias que surgem” decidiu ampliar o prazo e receberá novos desenhos, de artistas, designers e do público geral, até 26 de julho.

A Federação Uruguaia selecionará outras quatro ideias que competirão com a Botija em uma nova votação para se transformar no mascote oficial do Uruguai.

Não ao golpe. Justiça à garrafa térmica!

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo