América do Sul

Schelotto assume como novo treinador do Paraguai na reta decisiva das Eliminatórias

Paraguai demitiu Eduardo Berizzo e recorreu a Schelotto, que teve trabalhos relevantes em Boca Juniors e Lanús

Guillermo Barros Schelotto aceitou a missão de dirigir a seleção do Paraguai na reta final das Eliminatórias. O argentino teve um período recente de destaque no comando do Boca Juniors, clube do qual foi ídolo nos tempos de jogador, mas não emplacou em sua experiência na Major League Soccer. Agora, vai dirigir a Albirroja nas últimas seis rodadas do qualificatório para a Copa do Mundo de 2022, num momento em que os guaranis patinam na tabela. A federação demitiu Eduardo Berizzo na última Data Fifa pelos resultados insatisfatórios, sobretudo a goleada sofrida contra a Bolívia em La Paz.

Schelotto não é o treinador mais inventivo, mas sabe montar bons sistemas defensivos e parece se encaixar melhor na identidade da seleção paraguaia que o próprio Berizzo. A Albirroja não tem o melhor material humano da Conmebol, embora possua jogadores para ser mais competitiva. Nos últimos meses, os paraguaios sequer têm exibido a segurança na defesa que costuma caracterizar a equipe nacional. Além disso, o ataque careceu de eficiência para conquistar resultados melhores, já que criou boas chances ao longo da Data Fifa recente.

Schelotto iniciou sua carreira como treinador no Lanús, no qual teve uma boa passagem de três anos. O argentino conquistou a Copa Sul-Americana em 2013 e montou uma equipe forte, aproveitando bem os talentos à disposição. Nesta época, inclusive, trabalhou com Gustavo Gómez e Miguel Almirón – dois destaques da seleção paraguaia atual. Depois de uma passagem brevíssima pelo Palermo na Serie A, o antigo ídolo assumiu o Boca Juniors em 2016 e ficou dois anos no cargo. Teve um aproveitamento alto e conquistou duas edições consecutivas do Campeonato Argentino. Seu problema foi mesmo a Libertadores, com a derrota para o River Plate na decisão de 2018, que abreviou sua passagem pela Bombonera.

Com moral, Schelotto conseguiu uma oportunidade para dirigir o Los Angeles Galaxy a partir de 2019. O veterano conhecia o terreno, já que teve ótimos momentos como jogador no Columbus Crew. Todavia, os resultados estiveram distantes de empolgar. Os californianos perderam nas semifinais da Conferência Oeste em 2019, para o rival Los Angeles FC, e sequer se classificaram aos playoffs em 2020. Diante do desempenho ruim, Schelotto foi demitido pouco antes do fim da temporada regular. De qualquer forma, parece ter bagagem suficiente para alavancar os resultados do Paraguai.

O Paraguai ocupa a oitava colocação nas Eliminatórias. A Albirroja soma 12 pontos e ficou a quatro pontos da zona de classificação à Copa nesta Data Fifa, com derrotas custosas nos confrontos diretos com Chile e Bolívia. Os paraguaios ainda possuem o segundo pior ataque da competição e a goleada dos bolivianos custou o posto de terceira melhor defesa. Schelotto terá compromissos decisivos logo em novembro, com os duelos contra o Chile em Assunção e contra a Colômbia em Barranquilla. A tabela do time ainda guarda Uruguai (casa), Brasil (fora), Equador (casa) e Peru (fora).

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo