América do SulLibertadores

Vélez destrona Peñarol no Uruguai e assume liderança

Dois anos depois de lutarem por uma vaga em final de Libertadores, Peñarol e Vélez ficaram frente a frente pelo Grupo 4. No Centenario, em Montevidéu, os carboneros receberam o Fortín com clima quente e de decisão.

Muita coisa mudou desde aquele último confronto em 2011. A começar pelo estilo dos donos da casa, que praticam um futebol mais solto e objetivo, não aquela marcação ostensiva e força bruta na defesa. Hoje o Peñarol não é mais um time tão feio (apesar de valente) quanto o que perdeu a decisão para o Santos.

O lado uruguaio se fez valer das bolas paradas para tentar abrir o placar. Os ânimos estavam acirrados até nas arquibancadas, quando as torcidas deixavam transparecer o ambiente pesado. Sob pressão, o Vélez suportou bem o bombardeio do Peñarol, que chutou algumas vezes rente ao poste protegido por Sosa, de volta ao estádio, jogando pelo adversário.

O jogo esteve aberto no segundo tempo, com as duas equipes forçando a entrada no campo adversário, mas sem criar muitas oportunidades. Estoyanoff se movimentou muito bem, buscando a bola no círculo central e carregando bem por toda a intermediária.

Pelo lado argentino, muita cautela e contragolpes sem muito perigo. A esperança fortinera vinha pelas pontas, sempre barrada pela defensiva carbonera. A saída de Rescaldani para a entrada de Copete mudou completamente o panorama para o Vélez. Mais agressivo, abriu o placar com jogada do talismã Copete, que encontrou Pratto livre na área para marcar. Um belo cruzamento e uma falha defensiva horrenda do Peñarol, decidindo o resultado: 1 a 0 para os visitantes, aos 41 do segundo tempo.

O destaque negativo foi uma briga entre as duas torcidas. Integrantes da caravana argentina romperam a grade de proteção que os separava dos locais e houve troca de agressões, além de arremesso de pedras e outros objetos encontrados nas arquibancadas.

Com o resultado, os dois rivais ficam empatados na liderança do Grupo 4, com seis pontos. Emelec corre por fora com 3 e o Iquique ainda não pontuou.

Tijuana 100% no grupo do Corinthians

Nos outros jogos da noite, o destaque ficou para o Tijuana. O atual campeão mexicano atropelou o San José por 4 a 0 e acumula duas vitórias em duas rodadas, liderando o Grupo 5. Aproveitando os erros excessivos dos bolivianos, Edgar Castillo, Pablo Aguillar, Joe Corona e Fidel Martínez anotaram os gols dos Xolos no Estádio Caliente.

Outro clube que vem sobrando nesta Libertadores é o surpreendente Real Garcilaso. Os peruanos estão em situação bastante confortável no Grupo 6, com sete pontos, e venceram o Tolima em Ibagué por 1 a 0. O gol da vitória saiu apenas aos 46 minutos do segundo tempo, com Yoshiro Salazar.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo