América do Sul

Nacional ganha a Libertadores de maior bandeirão

Todo ano vemos notícias espalhadas pela América do Sul com torcidas fanáticas querendo quebrar o recorde mundial de maior bandeirão nas arquibancadas.

Em 2011, o Peñarol apresentou no Centenário de Montevidéu um trapo com 309 metros de largura e 45 de altura na decisão da Libertadores contra o Santos. Dois anos depois, o Millonarios ultrapassou essa marca ao exibir no El Campín de Bogotá uma bandeira com o dobro de largura e 40 metros de altura.

Já que a disputa virou meramente sul-americana, é justo que façamos uma competição paralela entre os clubes. E nessa “Libertadores do Bandeirão”, o Nacional é o atual campeão. Neste fim de semana, em jogo pela Copa Euroamericana contra o Atlético de Madrid, os torcedores do Bolso voltaram a balançar o trapo gigante nas bancadas do Centenário: o pano tinha 600 metros de largura e 50 de altura.

Caso fôssemos citar outras equipes do continente, a do Corinthians passaria bem longe, mas ainda poderia ostentar uma marca impressionante. A torcida alvinegra é detentora do maior bandeirão brasileiro com 250 metros de largura e 35 de altura. De acordo com pesquisa feita por Cássio Zirpoli, do Diário de Pernambuco, Atlético e Cruzeiro duelam também pela segunda posição. O Galo está na frente com a marca de 210 metros de largura e 40 de altura, com apenas 5m a mais do que a da Raposa. Isso é que é clássico disputado.

Quando helicópteros mostram lá de cima como o estádio fica com essas bandeiras, chega a ser assustador a proporção que elas tomam ao lado do campo. E que isso motive cada vez mais outras equipes a desfilarem seus trapos. Sem dúvida é uma disputa que só tem a embelezar os gramados sul-americanos.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo