América do Sul

Morales rejeita apelo da Fifa e pode permitir falência da federação

Dirigentes da Fifa e da Conmebol não conseguiram chegar a um acordo com o presidente da Bolívia, Evo Morales, para evitar a quebra da federação de futebol do país, cujos bens deverão ser leiloados em breve para quitar dívidas tributárias, informaram nesta quinta-feira porta-vozes das duas entidades.

Morales se reuniu na madrugada de hoje com o gerente da Associação de Membros da Fifa, o ítalo-suíço Primo Corvaro, além do vice-presidente da Conmebol, o uruguaio Eugenio Figueredo, e o presidente da Associação Paraguaia de Futebol, Juan Ángel Napout.

O governante ratificou que deverá deverá por em prática a lei que exige o leilão, em no máximo quatro dias, do edifício principal da Federação Boliviana de Futebol (FBF) para arrecadar o valor devido pela entidade – US$ 2,1 milhões.

“Ele (Morales) deixou muito claro que não podia abrir exceções para o futebol, que tinha que cumprir as normas. A única coisa se pode fazer é buscar outros meios para sair dessa situação”.

Nas últimas semanas, a Fifa advertiu que a seleção da Bolívia poderá ser sancionada em torneios internacionais se houver uma intervenção estatal em sua federação de futebol, mas também pode ser suspensa em caso de quebra da FBF. (EFE)

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo