Libertadores

Yuri Alberto fez de tudo, até o gol da vitória, e o Internacional está praticamente classificado

Em meia hora, o atacante perdeu um gol feito, fez o da vitória, levou dois cartões amarelos e foi expulso; saldo garante o Colorado nas oitavas

A menos que haja uma hecatombe de proporções bíblicas na última rodada, o Internacional estará nas oitavas de final da Libertadores. O empate fora de casa seria bom resultado nesta quinta-feira porque deixaria o Internacional senhor do próprio destino contra o Always Ready no Beira-Rio, mas, com gol de Yuri Alberto, o Colorado venceu o Olimpia, por 1 a 0, para praticamente carimbar sua vaga.

O Internacional assumiu a liderança do grupo com 9 pontos. O Deportivo Táchira também tem 9. Always Ready e Olimpia, 6. Em qualquer cenário no outro jogo do grupo, o Colorado teria que perder para o Always Ready e ser superado no saldo de gols para ser eliminado na fase de grupos, e a sua vantagem é muito grande para que isso seja crível: 7 x -3. Até 4 a 0 está de boa.

Na prática, também basta uma vitória para garantir o primeiro lugar do grupo. A diferença de saldo para o Táchira é de 7 x 1. Para o Olimpia, que também teoricamente poderia superá-lo em caso de vitória contra os venezuelanos, é de 7 x – 5. As duas goleadas ajudaram bastante.

Passada a matemática, Yuri Alberto entrou aos 23 minutos do segundo tempo para ser o grande personagem da partida. Em cerca de meia hora em campo, perdeu um gol feito, marcou o da vitória, levou dois cartões amarelos e acabou indo para o vestiário mais cedo.

O Inter correu certos riscos no primeiro tempo, mesmo com 72% de posse de bola. O Olimpia teve algumas situações. Marcelo Lomba conseguiu abafar a escapada de Recalde, logo aos seis minutos, e suou frio com duas finalizações, de Estigarribia e de Torres, que passaram perto da trave.

O segundo tempo foi diferente. O Colorado criou as melhores oportunidades. Moisés apareceu livre para cabecear, aos oito minutos, mas não conseguiu colocar muita força na bola. Aguilar defendeu sem problemas. A tarefa ficou mais tranquila, aos 20, quando Salcedo foi expulso por uma falta na entrada da área. Cuesta cobrou no canto de Aguilar, que precisou fazer uma boa defesa.

Taison foi responsável por dois bons passes para criar as melhores oportunidades do Inter. Aos 25, acionou Mauricio dentro da área, que dominou em movimento e chutou forte de pé esquerda. Ótima defesa de Aguilar. Nove minutos depois, lançou Yuri Alberto em contra-ataque. O atacante partiu sozinho do meio-campo, entrou na área e tentou bater colocado no outro canto. Pegou mal na bola, bateu fraco, e Aguilar defendeu sem problemas.

Uma das poucas escapadas do Olimpia, com um homem a menos, foi uma arrancada de Pitta, pela direita, aos 35 minutos. Ele foi até a área, marcado por Rodrigo Dourado e Lucas Ribeiro. Tentou um drible, conseguiu, tentou o segundo, não conseguiu. Ainda ganhou uma faltinha pela ponta, sem consequência.

Aos 37 minutos, Moisés cruzou para a segunda trave, Marcos Guilherme ajeitou de cabeça e Yuri Alberto emendou de primeira, no cantinho, para fazer 1 a 0. Comemorou efusivamente tirando a camisa e foi advertido pelo árbitro Nestor Pitana.

Aos 45, uma falta na lateral do gramado lhe rendeu o segundo cartão amarelo, mas, mesmo novamente em igualdade numérica, a vitória do Internacional não chegou a ficar sob risco.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo