Libertadores

O Junior de Barranquilla é o último a se confirmar na fase de grupos da Libertadores e estará no caminho do Fluminense

Colombianos reverteram a derrota na ida e eliminaram o Bolívar, com um gol de Miguel Borja

O Junior de Barranquilla selou sua classificação à fase de grupos da Copa Libertadores e completou os 32 times na etapa principal do torneio. Os Tiburones tinham uma missão difícil, contra o Bolívar. Os celestes venceram por 2 a 1 em La Paz e levaram uma ótima vantagem para o reencontro no Estádio Metropolitano Roberto Menéndez. Os colombianos, contudo, fizeram o dever de casa e ganharam por 3 a 0 – numa vantagem ampliada nos minutos finais, quando os bolivianos acabaram com um expulso. O Junior será adversário do Fluminense no Grupo D, que ainda reúne River Plate e Independiente Santa Fe.

O Junior saiu em vantagem logo aos 11 minutos, com Miguel Borja. Fredy Hinestroza cruzou e o centroavante contou com a colaboração do goleiro Javier Rojas para cabecear quase em cima da linha. O resultado já era suficiente e os colombianos se acomodaram, permitindo que o Bolívar pressionasse pelo empate. No entanto, os celestes não estavam com a pontaria afiada e perderiam forças aos 24 do segundo tempo, quando Leonardo Javier Ramos recebeu o vermelho direto.

Diante da vantagem numérica, o Junior matou o jogo na reta final, a partir dos contra-ataques e com participação dos substitutos. O segundo gol veio aos 36. Luis Daniel González tocou para trás e Jhon Freddy Pajoy bateu colocado, apenas tirando do goleiro. O Bolívar ainda precisava de um gol para forçar os pênaltis, o que não deu certo no desespero. Já nos acréscimos, Hinestroza ratificou a passagem dos Tiburones num lance aberto, recebendo o passe de Gabriel Fuentes para estufar o barbante.

O Junior ainda conta com alguns figurões de seus últimos sucessos, incluindo o goleiro Sebastián Viera e o atacante Téo Gutiérrez – ambos titulares nesta quinta. Já o treinador é Luis Amaranto Perea, ex-zagueiro da seleção que inicia sua trajetória à beira do campo. Resta saber se os Tiburones serão capazes de superar sua sina recente num grupo tão difícil. Presentes nas últimas quatro edições da Libertadores, o Junior não conseguiu passar às oitavas em nenhuma delas, embora a repescagem à Sul-Americana tenha rendido até final. O Bolívar, por sua vez, estará no grupo de Ceará, Arsenal de Sarandí e Jorge Wilstermann na Sul-Americana.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo