Libertadores

Internacional passou por certos apuros, mas conseguiu se segurar e arrancar o empate

O Internacional foi, no geral, inofensivo contra o América de Cali, ficou com um jogador a menos durante a maior parte do segundo tempo e levou um par de sustos bem grandes, mas conseguiu segurar, fora de casa, um 0 a 0 muito importante para assegurar vaga nas oitavas de final da Libertadores.

Agora, o Colorado, em segundo lugar, chegará à última rodada, marcada para 22 de outubro, com três pontos de vantagem para o América de Cali, em terceiro. Tem também cinco gols de vantagem no saldo. Enfrentará a Universidad Católica fora de casa, enquanto os colombianos vão a Porto Alegre encarar o Grêmio, classificado.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Os dois times disputaram a bola com volúpia no primeiro tempo, mas nenhum deles conseguiu jogar e encaixar boas jogadas. O Internacional conseguiu apenas uma finalização, para fora, e o América de Cali exigiu duas defesas de Marcelo Lomba. A primeira, aos 10 minutos, foi na situação mais perigosa. Sierra recebeu dentro da área, com liberdade, e chutou forte, mas não muito longe de onde estava o goleiro colorado. Aos 29, Batalla desviou de cabeça dentro da área, e Lomba agarrou novamente.

Eduardo Coudet voltou do intervalo com Boschilia na vaga de Praxedes. A segunda substituição, depois de precisar colocar Heitor na vaga de Saravia, machucado. Mas nem teve muito tempo para ver se funcionaria porque Leandro Fernández, posicionado na área para receber uma cobrança de falta na área, deu uma cotovelada em Marlon Torres. Levou cartão vermelho direto. Ainda tinha mais de 30 minutos de jogo pela frente.

Houve apenas duas chances claras para o América de Cali depois disso. Adrián Ramos conseguiu uma perigosa cabeçada na primeira trave, mas Lomba fez uma grande defesa. No rebote, Ramos rolou para Batalla pegar de primeira, para fora. Pouco depois de Patrick receber uma boa bola de Galhardo pela esquerda e chutar por cima, Moreno acertou o travessão, após um desvio importante de Moledo.

O Colorado não chegou a perder a chance de vencer e se classificar – embora esteja em uma situação excelente para passar pelo menos em segundo lugar – porque, mesmo antes da expulsão, o jogo não havia engrenado. Quando ficou com um jogador a menos tão cedo na etapa final, não houve outra alternativa a não ser se segurar e, dadas as circunstâncias, conseguiu fazê-lo bem.

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo