Libertadores

Grupo D da Libertadores: não será uma chave fácil para o Botafogo

Sem nenhum time repleto de craques, mas cheio de equipes chatas, este é o Grupo D da Libertadores

O Botafogo volta a disputar uma Libertadores depois de sete anos ausente da competição de clubes mais importante da América do Sul. A vaga na fase de grupos veio após duas vitórias nas fases eliminatórias, sendo a última delas contra o RB Bragantino. Com um Junior Santos inspirado, o Fogão vai ter que ficar atento por cair em uma chave sem nenhum time genial, mas repleto de equipes casca-grossa.

Grupo D: Botafogo, LDU, Junior Barranquilla e Universitário

Botafogo

Botafogo na Libertadores

  • Participações: 6
  • Última participação: 2017
  • Melhor participação: semifinal (1963 e 1973)

O Botafogo volta para a Copa Libertadores depois de sete anos com boas expectativas para a disputa da competição, a qual é o principal foco do clube na temporada. Mas o Glorioso precisou suar para se classificar à fase de grupos. Com a queda brusca na reta final do último Campeonato Brasileiro, o Botafogo precisou passar pelas fases prévias da Libertadores. Depois passear pelo Aurora, da Bolívia, com uma goleada histórica no Nilton Santos, o Glorioso teve dois jogos complicados contra o Red Bull Bragantino, mas avançou para a fase de grupos com uma vitória e um empate.

Em busca do primeiro título da Libertadores, o Botafogo fez um alto investimento para esta temporada. O clube gastou mais de R$ 150 milhões na última janela de contratações. Boa parte deste valor foi investido na compra do atacante Luiz Henrique, o reforço mais caro da história do clube. Além dele, também chegaram nomes como o volante Gregore, os atacantes Savarino e Jeffinho e o goleiro John. Apesar desses reforços de peso, o grande destaque do clube neste começo de 2024 é o atacante Júnior Santos. Em ótima fase, ele já tem 13 gols em 16 partidas na temporada e já virou o maior artilheiro do Glorioso na Libertadores, com oito gols marcados.

Apesar do alto investimento, o Botafogo vai chegar na fase de grupos ainda sem técnico efetivo. Depois da demissão de Tiago Nunes, ainda durante a primeira fase da Copa Libertadores, o clube já está há mais de um mês sob o comando do interino Fábio Matias. O auxiliar técnico está invicto no Botafogo, mas o clube deve confirmar o novo treinador nas próximas semanas.

LDU

LDU na Libertadores

  • Participações: 21
  • Última participação: 2021
  • Melhor participação: campeão (2008)

A tradicional LDU chega na Copa Libertadores de 2024 como a atual campeã da Copa Sul-Americana. Em 2023, o time equatoriano bateu o Fortaleza na final e deixo o São Paulo pelo caminho, além de ter enfrentado o próprio Botafogo na fase de grupos — foram dois empates por 0 a 0. Na atual temporada, a LDU foi vice-campeão da Recopa Sul-Americana, mas fez dois jogo muito duros com o Fluminense. No Campeonato Equatoriano, o time de Quito é o quarto colocado, com nove pontos em quatro partidas. O grande destaque do time do técnico espanhol Josep Alcácer é o atacante Alex Arce. O paraguaio já tem oito gols em seis partidas pela LDU.

Junior Barranquilla

Junior Barranquilla na Libertadores

  • Participações: 18
  • Última participação: 2021
  • Melhor participação: semifinal (1994)

Tradicional no futebol colombiano, mas ainda buscando mais destaque no continente, o Junior Barranquilla chegou à Libertadores como campeão do Torneio Finalização, disputado no segundo semestre de 2023. A principal estrela do time é o experiente Carlos Bacca. O atacante, revelado pelo próprio Junior Barranquilla, tem passagens por Sevilla, Milan e Villarreal. Em 2024, ele tem sete gols em 13 partidas. O Junior Barranquilla também conta com outros nomes conhecidos do futebol brasileiro: o meia Victor Cantillo, ex-Corinthians, e o atacante Yimmi Chará, ex-Atlético-MG. Atualmente, o Junior é só o sétimo colocado do Apertura, com 21 pontos em 13 jogos.

Universitario

Universitario na Libertadores

  • Participações: 34
  • Última participação: 2022
  • Melhor participação: vice-campeão (1972)

Maior campeão do futebol peruano, o Universitario chegou à Copa Libertadores de 2024 justamente por mais um título do Campeonato Peruano. Em 2023, o time de Lima conquistou o seu 27º campeonato local. O Universitário tem no comando o técnico argentino Fabián Bustos, que passou recentemente por Santos e América-MG. O destaque do time é o atacante Edison Flores, que tem histórico de convocações para a seleção do Peru, e marcou sete gols em 17 jogos na última temporada. Em 2024, já foram dois gols e quatro assistências. O Universitario é o atual líder do Apertura do Campeonato Peruano. Ainda invicto, o time tem 20 pontos em oito partidas.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo