Libertadores

Grupo A da Libertadores: Fluminense enfrentará de Barcos a Vidal na luta pelo bi

Com Fluminense favorito e outros três times tendo astros que já brilharam no Brasil, este é o grupo B da Libertadores

O grupo A da Libertadores é composto por FluminenseCerro PorteñoAlianza LimaColo-Colo. Os brasileiros, atuais campeões do torneio, encontrarão jogadores que são velhos conhecidos do nosso futebol e agora fazem seus finais de carreiras pela América do Sul. Veja detalhes de cada um dos times que integra essa chave:

Grupo A: Fluminense, Cerro Porteño, Alianza Lima e Colo-Colo

Fluminense

Fluminense na Libertadores

  • Participações: 10
  • Títulos: 1
  • Última participação: 2023
  • Melhor participação: Campeão em 2023

O Fluminense chega para a Libertadores de 2024 para defender seu título como atual campeão da competição. Após dar fim à sua obsessão e ficar com a sonhada taça em uma final épica no Maracanã em novembro do ano passado, o Tricolor quer seguir trilhando o caminho de glórias.

Campeão também da Recopa Sul-Americana, o Flu unificou as taças internacionais na América do Sul em 2024 e é um dos favoritos ao título novamente na atual temporada. O time de Fernando Diniz perdeu apenas o zagueiro e capitão Nino, e se reforçou bastante, principalmente do meio para a frente. Ex-jogadores da Seleção Brasileira, Douglas Costa e Renato Augusto são os dois grandes nomes entre as contratações.

Os destaques são os mesmos do time que venceu a Libertadores em 2023: Germán Cano, o Rei da América, e Jhon Arias, seu fiel escudeiro. A dupla que faz história pelo Fluminense desde que chegou é o ponto forte do time comandado por Fernando Diniz. A defesa ainda dá seus sustos, mas o Tricolor conta com jovens de Xerém como André, Martinelli e John Kennedy para ajudar os veteranos a conquistar mais uma taça.

Cerro Porteño

Cerro Porteño na Libertadores

  • Participações: 45
  • Títulos: 0
  • Última participação: 2023
  • Melhor participação: Semifinal (1973, 1978, 1993, 1998, 1999 e 2011)

Um dos maiores clubes do continente a não ter um título de Libertadores, o Cerro Porteño está longe de seus grandes dias. O gigante paraguaio vê os rivais Olimpia e Libertad em melhor momento no futebol nacional, mas tem um bom time e deve ser a segunda força do grupo. Destaque para o meia paraguaio Cecílio Domínguez e o atacante Diego Churín, ex-Grêmio. A equipe tem três brasileiros: o goleiro Jean, o zagueiro Eduardo Brock e o atacante Edu. 

Alianza Lima

Alianza Lima na Libertadores

  • Participações: 30
  • Títulos: 0
  • Última participação: 2023
  • Melhor participação: Semifinal (1976 e 1978)

Outro gigante nacional, o Alianza Lima tem a maior torcida do Peru, mas não costuma ir longe na Libertadores. Em 30 participações, o clube tem apenas duas semifinais nos anos 1970, com modelo de disputa bem diferente. O time tem como destaque o centroavante veterano Hernán Barcos, velho conhecido dos brasileiros. Fortes em casa, Los Blanquiazules são mais conhecidos pela maldição na competição do que pelo bom futebol.

Colo-Colo

Colo-Colo na Libertadores

  • Participações: 30
  • Títulos: 1
  • Última participação: 2023
  • Melhor participação: Campeão (1991)

Tradicionalíssimo e outro campeão do Grupo A, o Colo-Colo chega à Libertadores pelos playoffs, sem empolgar muito. O gigante chileno se reforçou para a temporada e trouxe o grande nome do futebol do país de volta para casa: Arturo Vidal. Após passagem apagada pelo Brasil, “El Rey Arturo” tenta fazer o clube do coração superar uma de suas maiores crises. A equipe briga pelo segundo lugar do grupo com o Cerro Porteño. A equipe é comandada por Jorge Almirón, técnico do Boca Juniors que perdeu a final da Libertadores para o Flu em 2023.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo