Libertadores

Fluminense teve golaço de Luiz Henrique e redenção de Fábio em ótima vitória sobre o Olimpia

Os cariocas abriram 3 a 1 no jogo de ida da terceira fase da Libertadores, a última antes da fase de grupos

Apesar de uma falha feia do goleiro Fábio, o Fluminense conseguiu uma vitória por dois gols de diferença contra o Olimpia para dar um primeiro passo importante à classificação à fase de grupos da Libertadores. Destaque para o golaço de Luiz Henrique, que restaurou a vantagem tricolor, antes de Germán Cano marcar pela segunda vez e fechar o placar em 3 a 1.

Os donos da casa correram riscos, e então puderam contar com a qualidade de que se espera de Fábio, com pelo menos três grandes defesas que compensaram o erro e evitaram que o Olimpia causasse mais problemas. O fim do jogo foi mais tenso, com o Fluminense muito recuado tentando resistir à pressão paraguaia, mas a vantagem foi confirmada.

O Fluminense começou em cima e teve alguns ataques antes de abrir o placar, aos 10 minutos. Calegari deu bom passe para Yago girar batendo. Gastón Oliveira conseguiu espalmar para escanteio. Na cobrança, Luiz Henrique desviou na primeira trave e Germán Cano apareceu livre na pequena área para escorar de cabeça às redes vazias.

Era o começo dos sonhos para o Fluminense, mas logo logo viraria um pesadelo. Era uma saída de bola normal, com Felipe Melo e David Braz, que devolveu para Fábio. O goleiro do Fluminense levou para dentro e tentou um passe ambicioso para a direita. Cruzou a bola na sua própria área, obviamente sem goleiro, e ainda pegou mal. Derlis González interceptou e empatou.

O empate deixou o Olimpia um pouco mais animado e momentaneamente desestabilizou os donos da casa. O Olimpia teve grande chance de virar em um lançamento do goleiro Oliveira direto para Derlis González. Ganhou o jogo de corpo, mas perdeu o ângulo. Recolheu pela esquerda, levou para o meio e bateu rasteiro. Fábio, dessa vez, fez uma boa defesa.

Logo no começo do segundo tempo, Luiz Henrique anotou uma pintura. Recebeu na ponta direita, driblou o primeiro marcador, passou pelo segundo, driblou novamente o primeiro e bateu de perna esquerda na outra parede da rede para devolver a vantagem ao Fluminense. Mas foi substituído por Jhon Arias, sentindo dores, aos 16 minutos da etapa final, uma preocupação para o torcedor tricolor.

Fábio precisou trabalhar bem em uma cabeçada de Salcedo na pequena área antes de Germán Cano mais uma vez mostrar seu oportunismo para pegar o rebote de uma batida de Willian pela direita. Na reta final, mais uma grande defesa de Fábio, em chute de Derlis González de dentro da área. O Olimpia seguiu atacando, com o Fluminense ameaçando uma vez ou outra em contra-ataque, esperando a oportunidade certa para aumentar a sua vantagem. Ela não veio, mas os cariocas carregam um bom resultado para decidir a vaga em Assunção.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo