Libertadores

Fluminense bate Argentinos Juniors no fim e vai às quartas da Libertadores

Tricolor passa por rival argentino com gols no fim e espera Flamengo e Olímpia na próxima fase

Mesmo sem jogar bem, o Fluminense fez o que sabe de melhor no Maracanã em noite de Libertadores: venceu. Contra o Argentinos Juniors, que queria disputar pênaltis e a horrível arbitragem de Alexis Herrera (VEN), o Tricolor respondeu com dois gols e no fim e o placar de 2 a 0, gols de Samuel Xavier e John Kennedy.

O Flu segue com números assombrosos com mais de 60 mil torcedores em seu estádio. O Tricolor não perde para ninguém com o Maracanã cheio desde 1991.

Ansioso, Flu faz primeiro tempo ruim e deixa torcida tensa

Com mais de 61 mil pessoas no Maracanã, o Fluminense pareceu sentir a ansiedade no primeiro tempo. O Tricolor demorou demais a entrar no jogo, com erros de passe simples, divididas perdidas, excesso de preciosismo e muitos espaços cedidos. Não à toa, a torcida passou a chiar.

A equipe tentou impor o jogo de construção a partir do goleiro Fábio, mas o Argentinos Juniors não mordeu a isca. O time comandado por Milito manteve as linhas baixas e atacava a saída de bola apenas com três jogadores. Mas mesmo assim forçou erros. O Maracanã, então, começou a reclamar do excesso de toques para trás.

A melhor chance do Flu veio com Cano, aos 17, após roubada de bola no campo de ataque. O argentino, entretanto, tentou bater marcado da intermediária porque o gol estava desprotegido, mas deveria ter passado para Arias, sozinho na ponta direita. O clima de tensão tomou conta do Maracanã.

Argentinos cozinham jogo, mas Fluminense acha gols no fim

Assim como na primeira etapa, o Argentinos Juniors voltou para jogar por uma bola e contar com a ajuda do permissivo árbitro Alexis Herrera (VEN) para queimar tempo.

O Fluminense, apático, só reclamava timidamente com o árbitro, e entrava no jogo argentino. Na área técnica, Fernando Diniz reclamava da passividade e demora na saída de bola. Irritante, a equipe pouco olhava para a frente ou acelerava o jogo. O técnico, então, resolveu chamar Daniel e John Kennedy, que substituíram Keno e Lima, que saíram vaiados.

O Fluminense não melhorou, mas os deuses de futebol pareceram agir para coibir o antijogo. Em um cruzamento da direita, aos 41, John Kennedy tentou duas vezes e a bola se apresentou para Samuel Xavier. Assim como em Buenos Aires, o lateral-direito acertou o ângulo e virou o herói da classificação tricolor.

Dez minutos depois, as substituições funcionaram. Com espaço, aos 51, Daniel fez lindo lançamento para John Kennedy, que tirou o zagueiro para nada e tocou na saída de Acosta para dar números finais à classificação tricolor no Maracanã.

Arbitragem fraquíssima atrapalha o jogo

A apreensão virou vaia apenas para o árbitro Alexis Herrera (VEN), que não coibiu a cera e deu inacreditável um minuto de acréscimo. Na volta do intervalo, ele piorou as coisas.

Além de ser leniente com a cera, permitiu a violência. Nino recebeu falta dura de Gondou sem bola e o árbitro deixou na advertência. Na sequência, o atacante deu um pontapé no zagueiro e só aí recebeu amarelo. O clima pioraria depois, quando Herrera parecia fazer mais cera que os argentinos.

Após o gol de Samuel Xavier, viu uma confusão tomar o gramado do Maracanã, com agressão à Martinelli, invasão de reservas e do técnico Gabriel Milito em campo. Apenas o treinador foi expulso e a partida recomeçou após seis minutos de paralisação.

Os argentinos invadiram o gramado novamente para reclamar da não marcação de um pênalti, no primeiro tempo, e de um cartão para André. A Polícia Militar conteve os jogadores, que depois, foram para o vestiário.

Fluminense espera por Flamengo ou Olímpia nas quartas

Classificado às quartas de final da Libertadores, o Fluminense agora espera o confronto entre Flamengo e Olímpia, na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília) em Assunção, para saber quem será seu adversário na próxima fase. O Rubro-negro venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no Maracanã.

Estatísticas de Fluminense 2 x 0 Argentinos Juniors – Libertadores 2023

  • Posse de bola: Fluminense 68% x 32% Argentinos Juniors
  • Chutes: Fluminense 8 x 5 Argentinos Juniors
  • Chutes a gol: Fluminense 3 x 0 Argentinos Juniors
  • Gols: Fluminense – Samuel Xavier (86’) e John Kennedy (96′)
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo