Libertadores

Em jogo de reservas, São Paulo para na defesa do Racing, perde no Morumbi e deve ficar em segundo

Racing sai do Morumbi classificado e o São Paulo fica perto da vaga, mas classificação deve vir em segundo e ter desvantagem nas oitavas

São Paulo e Racing entraram em campo no Morumbi pela Libertadores, mas com a cabeça em outro lugar. Os dois clubes priorizaram as competições locais e jogaram com seus times cheios de reservas. Com pouco futebol, o São Paulo foi derrotado por 1 a 0, com um gol ainda no primeiro tempo, e com isso praticamente sela o seu destino como segundo colocado do Grupo E. Além dos titulares, faltou também ao time brasileiro mais futebol diante de um adversário que achou o gol e se defendeu bem, sem oferecer muitas oportunidades. Na última rodada, os reservas do São Paulo por pouco não venceram o Rentistas, mas desta vez, perdeu a invencibilidade e jogou mal.

O jogo passou longe de ser tecnicamente bom. Os reservas dos dois times batalharam em campo, mas mostraram pouco futebol. Melhor para o Racing, que consegue um triunfo que o deixa a um empate de garantir o primeiro lugar. No jogo do primeiro turno, o São Paulo se defendeu muito e saiu com um empate por 0 a 0. Desta vez, foi o Racing que se defendeu muito bem, mas saiu com a vitória fora de casa.

O time de Crespo levantou muitas bolas na área, diante de uma defesa argentina sempre bem fechada e bem posicionada. Ainda que os tricolores tenham ficado muito com a bola, não foram tantos chutes assim e chances mesmo de gol foram bem poucas. Embora o time paulista não esteja classificado, a chance de perder a vaga é pequena. Se o Rentistas não vencer o jogo contra o Sporting Cristal, nesta quarta-feira, os brasileiros já estão garantidos.

O São Paulo estava de olho na final do Paulista, nesta quinta-feira. O Racing pensando na semifinal da Copa da Liga contra o Boca Juniors, no fim de semana. Os dois times deixaram alguns titulares no banco. No começo do jogo, o São Paulo chegava mais e teve uma boa chance em um cruzamento de Vitor Bueno que Igor Gomes desviou, mas o goleiro Gabriel Arias fez uma ótima defesa. No mais, o time do Morumbi chegava mais perto da área adversária, mas rondava mais do que ameaçava, de fato.

O Racing saiu na frente com um cruzamento da esquerda de Maximiliano Lovera para Joaquin Novillo, que desviou de cabeça e acertou o canto de Tiago Volpi: 1 a 0, aos 28 minutos. Como esperado, isso fez com que o time da casa tentasse sair mais, mas teve muita dificuldade de entrar na defesa dos argentinos.

A única forma que o São Paulo conseguia chegar com algum perigo era com bolas paradas, em cruzamentos que usaram a boa altura dos jogadores de defesa do time. Além disso, pouco conseguiu fazer. Foi para o intervalo perdendo o jogo.

No começo do segundo tempo, o Racing chegou a balançar as redes mais uma vez em um cruzamento para a área que Lucas Orban cabeceou, completamente impedido e imediatamente marcado. O São Paulo conseguiu ameaçar aos 14 minutos. Orejuela passou pelo alto para Igor Gomes, que dominou no peito e bateu cruzado, mas mandou para fora.

Aos 15 minutos, o técnico Hernán Crespo fez três alterações. Saíram Willian, Orejuela e Vitor Bueno e entraram Shaylon, Daniel Alves e Luciano. Uma tentativa de dar um pouco mais de qualidade ao time, além de tornar mais ofensivo.

Logo nos primeiros lances, Daniel Alves pegou um rebote de fora da área após um escanteio e, inteligentemente, deu uma cavadinha por cima da defesa. Shaylon conseguiu alcançar a bola e cruzou para o meio, mas Luciano não conseguiu tocar como queria. A bola tocou na perna direita dele e foi para as mãos do goleiro Arias. Pouco depois, em um cruzamento de Dani Alves, Luciano conseguiu um toque de cabeça, mas sem conseguir colocar direção, viu o goleiro Arias fazer uma defesa tranquila.

Crespo mudou mais uma vez o time pouco depois, com a entrada de Joao Rojas no lugar de Galeano, que tinha começado bem a partida, mas não vinha bem no segundo tempo. O time do Racing marcava do meio-campo para trás, defendendo o resultado que conquistou no primeiro tempo. O São Paulo sentia dificuldades de encontrar espaços.

Aos 34 minutos, foi a vez do São Paulo balançar as redes, mas não valeu. Wellington cruzou da esquerda para Daniel Alves, que entrou pela direita impedido e tocou de cabeça para o fundo do gol. Impedimento bem marcado, que não deu nem para os são-paulinos comemorarem.

Crespo fez mais uma alteração aos 35 minutos colocando Hernanes em campo no lugar de Igor Gomes. O São Paulo tinha muito a posse de bola e o Racing assistia o time brasileiro tocar a bola, mas sem dar espaço para qualquer ataque mais perigoso. A equipe de Juan Antonio Pizzi se defendia bem no Morumbi e assistiu a um adversário sem saída, que contava com bons jogadores para cruzar as bolas, mas com uma defesa pronta a defender todos eles. Ainda que o São Paulo tenha feito o bastante para ao menos empatar o jogo, foi pouco eficiente.

O São Paulo segue a sua maratona de jogos na quinta-feira, quando faz o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista contra o Palmeiras, às 22h. Depois, no domingo, faz o jogo de volta. Na próxima semana, o São Paulo volta a campo contra o Sporting Cristal pela Libertadores na terça-feira, 21h30, no Morumbi. No mesmo horário, o Racing enfrenta o Rentistas em casa. No primeiro confronto, o São Paulo venceu o Sporting Cristal no Peru, na estreia na Libertadores. São Paulo e Racing entraram como os favoritos do Grupo E e vão confirmando a expectativa. Os argentinos deram um passo fundamental para ficarem com o primeiro lugar. O segundo lugar enfrenta um dos primeiros colocados e tem que decidir fora de casa.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo