Libertadores

Atlético Mineiro confirmou superioridade em seu grupo e primeiro lugar geral com goleada tranquila

Com 16 pontos, após cinco vitórias e um empate, o Galo decidirá todos os mata-matas que disputar como mandante

Com exceção de um empate na primeira rodada, o Atlético Mineiro passou o trator em cima de quem apareceu pela frente no Grupo H da Libertadores. Entrou em campo nesta terça-feira classificado e garantido na liderança. Restava um único objetivo: a melhor campanha geral, que garante que decidirá todos os mata-matas em casa. Nenhum problema. Com gols de Savarino, Marrony, Hulk e Nathan, venceu o Deportivo La Guaira, com tranquilidade, por 4 a 0, no Mineirão.

Depois daquele empate por 1 a 1, o qual o goleiro Everson teve que trabalhar para manter, o campeão venezuelano emendou dois 0 x 0 e perdeu todas do segundo turno, enquanto o Galo colecionou vitórias. A primeira, contra o América de Cali, foi um pouco mais nervosa do que era necessário por causa de um erro de Tchê Tchê, mas até aquele momento a superioridade mineira era clara. Como foi na partidas seguinte contra Cerro Porteño (4 x 0).

Difícil analisar o 3 x 1 sobre América de Cali, em meio à convulsão social da Colômbia que paralisou a partida diversas vezes, e Cuca decidiu poupar titulares na penúltima rodada, pensando na final do Campeonato Mineiro. Mas, independentemente das circunstâncias, seguiu ganhando todos esses jogos para alcançar 16 pontos. O Palmeiras e o Argentinos Júniors podem fazer no máximo 15.

Mesmo com a estreia do Campeonato Brasileiro se aproximando, Cuca foi com força máxima para a partida final da fase de grupos da Libertadores. A pressão foi intensa, e o La Guaira, ainda sonhando com o terceiro lugar para continuar na Copa Sul-Americana, não foi páreo. Guilherme Arana levou perigo com um chute de primeira, Hulk, cara a cara, mandou por cima, e Savarino abriu o placar, aos 28 minutos.

Com muita liberdade, Guilherme Arana recebeu do goleiro Éverson, avançou, avançou, avançou e soltou um belo passe nas costas da defesa. Hulk cruzou rasteiro, e Savarino fez 1 a 0. Carlos Olses trabalhou bem momentos depois, frustrando Nacho e Guga, mas Marrony faria 2 a 0 antes do intervalo. Junior Alonso cruzou na segunda trave, Nacho Fernández cruzou de cabeça e Marrony entrou com bola e tudo.

A partida efetivamente acabou aos cinco minutos da etapa final, com um lindo gol. Hulk dominou na intermediária e avançou em diagonal. Deixou com Nacho Fernández e seguiu invadindo a área. Recebeu de volta na medida, abriu espaço e tocou na saída de Olses: 3 a 0.

O resto do jogo foi protocolar. Bem no finzinho, Nathan apareceu na área para completar o cruzamento de Arana e fechar o placar. Cuca havia aproveitado a vantagem para segurar alguns jogadores. Tirou Savarino, Marrony, Tchê Tchê, Allan e Nacho Fernández depois dos 30 minutos. O Fortaleza aguarda o Galo no fim de semana. O começo de um novo desafio porque os primeiros desta temporada, o Campeonato Mineiro e a Libertadores, foram ultrapassados com classe.

.

.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo