América do SulLibertadores

Grupo 6: Real Garcilaso

REAL GARCILASO

Asociación Civil Real Atlético Garcilaso
Como chegou à Libertadores: Vice-campeão peruano
Melhor campanha: primeira vez que disputa
Campanha em 2012: não disputou

 

 

Destaque

Fabio Ramos. O meia paraguaio, de 32 anos, é um dos remanescentes da ótima campanha do time em 2012. Está longe de ser conhecido no continente, apenas com uma passagem sem muita expressão pelo Emelec, o maior clube que jogou na carreira. É titular da equipe no meio-campo e faz a bola rolar no meio-campo.

Ponto forte

Defesa. O time foi a melhor defesa do Descentralizado de 2012, com 35 gols sofridos em 44 jogos (média de 0,79 gol por jogo). O time surpreendeu pela boa campanha em 2012, mas não deu sopa para o azar e trouxe mais um reforço, Rolando Bogado, paraguaio, sem muito destaque, que no esportivo Luqueño.

Ponto fraco

Pouca experiência.  O time foi fundado em 2009 e em 2012 jogou sua primeira temporada na primeira divisão, sendo vice-campeão. Jogará sua primeira Libertadores e, apesar de ter jogadores experientes, poucos tiveram participações importantes na competição. Estreando em competições internacionais, o time pode sofrer para enfrentar times experientes, como o Cerro Porteño.

Até onde pode ir

Fica na fase de grupos.

Time base

Real Garcilaso

Técnico: Freddy García

VOLTAR AO GUIA

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo