América do Sul

Corinthians fica no 0 a 0 com Deportes Tolima

O Corinthians demorou a despertar no ataque e a criar chances. Quando as criou, não conseguiu aproveitar. Resultado: ficou apenas no empate por 0 a 0 contra o Deportes Tolima, no jogo de ida da primeira fase da Copa Libertadores da América. O resultado faz com que a equipe brasileira tenha de buscar o resultado no jogo de volta, em Ibagué, na Colômbia, na próxima quarta.

O Corinthians criou a primeira chance do jogo aos 10 minutos. Após falta cobrada por Bruno César, da direita, Roberto Carlos tentou arriscar o chute, de primeira, da entrada da área. Mas o chute saiu longe do gol de Antony Silva.

Aos 13 minutos, houve uma oportunidade mais concreta. Novamente, pela direita, Jucilei arriscou o cruzamento para a área. E, lá, Ronaldo subiu, cabeceando firme. Silva voou e fez boa defesa.

Tentando várias vezes atacar com lançamentos para a área, o Deportes Tolima via seus jogadores sendo pegos várias vezes em impedimentos – alguns deles, controversos. Mas, aos 18 minutos, houve um perigo real. Pela esquerda, Elkin Murillo passou a bola a Wilder Medina. O meio-campista vinha em boas condições de chutar, mas Roberto Carlos se antecipou e tirou a bola das proximidades da área. E, aos 21, Julián Hurtado arriscou chute de fora da área, mandando a bola muito por cima do gol.

Porém, somente aos 30 minutos viria a mais perigosa chance do jogo. E ela foi do Corinthians. Bruno César cruzou da direita, e Jorge Henrique mergulhou para cabecear. A bola passou à direita de Silva, perto do gol.

Na volta do intervalo, o Tolima se arriscou em busca do gol. No primeiro minuto do segundo tempo, Murillo chegou pela direita e arriscou chute forte e sinuoso. A bola saiu à direita de Júlio César, em boa chance do Tolima.

Depois, o time de Tite voltou a atacar. Aos 11 minutos, de média distância, Ronaldo recebeu a bola, se livrou da marcação de um zagueiro e bateu. A bola foi acima do gol.

Tentando ir ao ataque, o Corinthians chegou a tentar algo. Aos 23 minutos, Edno, substituto de Bruno César, recebeu bola de Ronaldo e chegou à grande área pela esquerda. Porém, ao chutar, foi bem marcado por Yair Arrechea, que evitou o arremate de ir ao gol. Aos 29, Ronaldo ajeitou a bola para Dentinho. O atacante invadiu a área e tentou o chute, que saiu fraco. E Silva defendeu.

À medida que o final do jogo se aproximava, a pressão corintiana passou a ser maior. E ela começou aos 31 minutos. Em cobrança de escanteio, a bola foi dominada na meia-lua, e passada a Jucilei. Pela direita, o jogador entrou na área e arriscou o chute, quase sem ângulo. A bola bateu na rede pelo lado de fora, em boa chance.

Aos 35 minutos, nova oportunidade. Jorge Henrique cobrou falta da direita, e Edno completou de cabeça. Silva rebateu, e Ronaldo tentou pegar a bola, mas ela sobrou com Ralf, que chutou em cima do goleiro do Deportes Tolima. Quase na sequência, dois lances envolveram Danilo. Aos 36 minutos, o meia cabeceou para a defesa de Silva; no minuto seguinte, o jogador chutou e o goleiro novamente agarrou.

A insistência só continuava. Aos 41 minutos, Chicão cobrou falta nas proximidades da área, e mandou a bola muito perto do gol. Mas não houve jeito: o 0 a 0 persistiu no placar do Pacaembu

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo