América do SulLibertadores

Corinthians faz “honras da casa” e está nas oitavas

O Corinthians provavelmente não encontrará um ambiente tão favorável fora de casa nesta Libertadores. Os alvinegros foram empurrados por mais de 15 mil torcedores em Ciudad del Este e bateram o Nacional por 3 a 1. Com a vitória, os paulistas chegam a 11 pontos, liderando o Grupo 6 da Libertadores, e garantem vaga nas oitavas. Por tabela, o Cruz Azul também sela sua classificação, enquanto os paraguaios estão matematicamente eliminados.

Mesmo com a torcida contrária, o Nacional começou a partida controlando a bola no campo ofensivo e apostando bastante nos cruzamentos para o atacante Rodrigo Teixeira. Aos dez minutos, os paraguaios tiveram bom lance, depois que Derlis Orué roubou bola mal passada por Jorge Henrique. O meia invadiu a área e chutou cruzado, a bola desviou na perna de Leandro Castán e Júlio César teve trabalho para espalmar.

Do outro lado do campo, o Corinthians só chegaria com contundência aos 20 minutos. Após cruzamento em direção à área, a bola sobrou com Danilo e o goleiro Ignacio Don teve que sair nos pés do brasileiro para abafar o chute. O lance empurrou ao ataque o Corinthians, que inaugurou o placar aos 29. Jorge Henrique dominou no bico da grande área e bateu no canto para marcar, com a colaboração de Don. Os alvinegros terminaram o primeiro tempo melhores, apesar de levarem um susto em falta cobrada por Hermínio Miranda, que encobriu Júlio César e acertou o travessão.

No início do segundo tempo, o Corinthians deixou clara a sua intenção de matar a partida rapidamente. Aos quatro minutos, Liedson driblou a marcação e bateu rasteiro, para defesa de Don. O segundo gol, porém, não demorou a sair. Edenílson partiu em velocidade desde a intermediária e deixou com Emerson, que driblou o goleiro e tocou para a meta vazia.

Na sequência da partida, o Corinthians recuou um pouco mais em campo e se assustaram aos 13 minutos, em finalização forte de Ricardo Mazacotte que Júlio César salvou. Dez minutos depois, os paraguaios diminuíram a diferença. Júlio César rebateu o chute de Silvio Torales e, na sobra, Carlos Ruiz Peralta emendou de bicicleta para marcar.

Contudo, os paulistas não demorariam a fazer o terceiro. Após passe preciso de Jorge Henrique, Emerson dividiu com o goleiro e a bola sobrou limpa para Élton. O atacante, que saíra do banco pouco antes, só teve o trabalho de empurrar para as redes. Durante o quarto final da partida, o Nacional demonstrou um pouco mais de interesse no jogo, mas não criaram chances claras o suficiente para fazer o segundo tento.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo