América do Sul

Corinthians dá vexame e cai na Libertadores

O Corinthians mal iniciara o sonho de ganhar, finalmente, a Copa Libertadores da América – e já terá de encerrá-lo. Nesta quarta, em Ibagué, na Colômbia, o Deportes Tolima eliminou o time brasileiro da competição, vencendo por 2 a 0 o jogo de volta da primeira fase do torneio, e fará parte do Grupo 7, junto de Cruzeiro, Estudiantes e Guaraní. O clube paulista, por sua vez, amargou o fato de ser o primeiro brasileiro a cair na fase inicial de uma Libertadores, instituída em 2005.

O Tolima já começou o jogo pressionando fortemente. Aos dois minutos, Wilder Medina recebeu a bola pela direita, na grande área, passou por Leandro Castan e bateu cruzado, mandando rente ao gol de Júlio César.

Aos oito minutos, uma falha corintiana proporcionou boa oportunidade ao time colombiano. Fábio Santos errou na saída de bola, e ela ficou com Rafael Castillo. O meia deixou com Wilder Medina, que vinha pela esquerda, invadiu a área e bateu. Mas Júlio César rebateu, fazendo boa defesa.

Os Pijaos voltaram a trazer perigo aos 18 minutos. Diego Chara tentou entrar pela área, mas foi desarmado. Todavia, a defesa corintiana se atrapalhou, e a bola sobrou com Medina, pela direita. O atacante bateu, e Júlio César desviou na rede pelo lado de fora, mandando para escanteio.

Somente depois o Corinthians começou a se soltar em campo. Tudo começou aos 27 minutos, quando Jorge Henrique arriscou chute de longe, e Silva defendeu. Aos 30, Dentinho recebeu a bola pela direita, e cruzou-a para a área. Porém, o goleiro Antony Silva não se deixou enganar e subiu para defender.

A gradativa pressão corintiana continuou com o início do segundo tempo. Aos quatro minutos, Jorge Henrique cobrou escanteio, e Jucilei cabeceou. A bola quicou e saiu por cima do gol, em boa chance. No instante seguinte, nova oportunidade: depois de dominar passe vindo da esquerda, Ronaldo ajeitou para Paulinho. Da entrada da área, o volante bateu, e Silva teve de espalmar pela linha de fundo, em boa chance.

O Tolima só chegou aos nove minutos, quando Elkin Murillo recebeu pela direita, cortou para o meio e chutou colocado. Mas Júlio César, bem colocado, agarrou. Aos 11, o time brasileiro respondeu atacando novamente: Ronaldo recebeu bola de cobrança de lateral e deu um voleio, que Silva espalmou. Na cobrança de escanteio subsequente, a bola foi desviada de cabeça, e Chicão entrou completando pela segunda trave, mas Silva tirou novamente para escanteio.

No entanto, quando o Corinthians parecia melhor no jogo, tomou o duro golpe do gol contrário. Aos 22 minutos, o Tolima abriu o placar. Próximo à entrada da área, Chara deixou com Murillo. Pela esquerda, o atacante tocou levemente a Danny Santoya. E o jogador superou a linha de impedimento e, em condições, tocou na saída de Júlio César, fazendo 1 a 0 para os colombianos.

A situação do Alvinegro ficou ainda pior aos 27 minutos. No meio-campo, disputando bola com Chara, Luis Ramírez, que acabara de entrar substituindo Dentinho, atingiu o rosto do camisa 21 do Tolima. E o árbitro uruguaio Roberto Silvera puniu o peruano com o cartão vermelho, deixando o Corinthians com 10.

E a eliminação tornou-se praticamente inevitável aos 33 minutos. A bola foi lançada do meio-campo, e Murillo dominou-a quase na linha de fundo, pela direita. O camisa 10 cruzou, e Medina entrou desviando, de cabeça, para o gol, fazendo 2 a 0 para o Tolima.

No final do jogo, aos 46 minutos, Júlio César ainda rebateu uma bola, no susto. Pouco depois, ouviu-se o grito de “olé” da torcida do Deportes Tolima. Era o sinal de mais um fim trágico para o Corinthians na Copa Libertadores da América.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo