América do Sul

O Bayern tem um plano para a América do Sul e por isso comprou o Racing de Montevidéu

Após meses de estudo e negociação, Bayern mergulha de fez no futebol sul-americano e fecha compra de clube uruguaio

Nesta quinta-feira (14), o Bayern de Munique, multicampeão na Bundesliga e na Champions League, oficialmente se tornou acionista majoritário do Racing de Montevidéu. Desde o início do ano, os Bávaros estudavam o futebol sul-americano com a intenção de adquirir um clube. Após muita análise, o time alemão escolheu a modesta equipe uruguaia, que conta com nove títulos da segunda divisão do país.

Com isso, o Racing de Montevidéu será administrado pela Red&Gold Football, empresa fundada em 2023 e que também comanda o Los Angeles FC, clube norte-americano da MLS, que o Bayern tem em sua lista de negócios futebolísticos.

Confira o comunicado do Racing

O Conselho de Administração do Racing de Montevidéu tem o prazer de anunciar que chegamos a um acordo com a Red&Gold Football, uma joint venture entre o FC Bayern München e o Los Angeles Football Club, para nos tornarmos o novo acionista majoritário do Racing.

A Red&Gold Football foi fundada em março de 2023 com o objetivo de desenvolver talentos internacionais para as primeiras equipes do FC Bayern München e do Los Angeles Football Club e para o futebol profissional em geral. Nos sentimos honrados em fazer parte deste importante passo estratégico na América do Sul e consideramos que é um compromisso histórico para o futebol uruguaio.

A cooperação inclui um intercâmbio regular de conhecimentos técnicos e filosofias de desenvolvimento juvenil entre Montevidéu, Munique e Los Angeles. Isto permitirá ao Racing continuar a desenvolver e melhorar a base sólida que foi criada no nosso caminho de crescimento institucional e desportivo.

Ambas as partes partilham a visão de fazer crescer os nossos jogadores profissional e pessoalmente, oferecendo-lhes a possibilidade de atingir o mais alto nível. Nosso objetivo conjunto é consolidar o Racing como um clube de referência no futebol uruguaio e além.

Como clube, o Racing manterá a sua identidade icónica, as suas cores, logótipo e nome e crescerá com base na sua herança “La Escuelita”, como fizemos até agora juntamente com Ignacio e Santiago Rossi.

Posicionamento da Red&Gold Football

Fundada em março de 2023, a Red&Gold Football tem como objetivo principal desenvolver talentos internacionais para o futebol profissional. Inicialmente, a empresa mirou o mercado futebolístico da África Ocidental e obteve êxito nas tratativas. Agora, a América do Sul passou a ser a ‘mina de ouro’ dos executivos. Jochen Sauer, diretor administrativo da Red&Gold Football, justificou o investimento e a opção pelo Uruguai.

– O Uruguai oferece uma das culturas futebolísticas mais interessantes e representa a estabilidade social e política na América do Sul. Em relação à sua população total de cerca de 3,5 milhões de pessoas, o país provavelmente desenvolveu os melhores jogadores de futebol profissionais do mundo e, juntamente com a Argentina, é o vencedor recorde da Copa América. Nosso compromisso é de longo prazo. Gostaria de agradecer ao Presidente e Diretor de Esportes Fernando Cavenaghi (do Racing) pelas discussões muito boas e confiantes. Espero nossa colaboração.

O que disse o Los Angeles FC sobre o negócio?

Co-presidente e gerente geral Los Angeles FC, John Thorrington aprovou a aquisição do Racing de Montevidéu pela Red&Gold Football e se disse animado com a possibilidade de aprofundar a conexão do clube norte-americano com o futebol uruguaio.

– O Uruguai sempre foi um mercado crítico para o LAFC, e estamos muito entusiasmados em aprofundar nossa conexão lá por meio do Racing e do Red&Gold Football. Estamos ansiosos para ajudar o Racing a crescer e se desenvolver em parceria com Fernando e sua excelente equipe -, afirmou.

Por que o Uruguai? Quais os planos do Bayern?

Como citado, o Bayern estudou bastante o mercado sul-americano antes de bater o martelo sobre em qual clube investir. A escolha pelo Uruguai é justificada pelo fato da segurança jurídica encontrada pelos Bávaros. O gigante alemão planeja a montagem de um centro logístico para formação e contratação de jogadores.

A ideia inicial do Bayern é descobrir jovens talentos e projetá-los no futebol uruguaio, fazendo com que disputem o campeonato nacional e os principais torneios sul-americanos (Copa Libertadores e Copa Sul-Americana). Uma vez maturados e ‘prontos’, os atletas serão alçados a Europa, com o Bayern, claro, tendo a prioridade nas negociações.

Os Bávaros pretendem gerir uma Sociedade Anônima Desportiva (SAD), tomando conta de todas as categorias do futebol masculino do Racing, excluindo o futsal e o feminino. É importante salientar, conforme colocado pelo clube uruguaio em nota, que não haverá modificação de nome, cores, escudo e estrutura.

Assim como na maioria das Sociedades Anônimas Desportivas, o Racing espera uma injeção financeira da Red&Gold Football, para que possa equilibrar suas finanças, crescer de produção dentro de campo e almejar títulos, tanto no cenário nacional quanto internacional.

Racing de Montevidéu vem em ascensão no futebol uruguaio

Fundado no ano de 1919, o Racing de Montevidéu é detentor de nove títulos da segunda divisão uruguaia. Em 2019, acabou rebaixado depois de 12 anos consecutivos na elite do futebol nacional. Na temporada 2021, o clube foi transformado em sociedade anônima esportiva (SAD) e passou por drásticas mudanças. Graças a reorganização financeira e de planejamento, o time conseguiu a promoção esportiva à primeira divisão em 2022.

Neste ano, o Racing mostrou que está no caminho certo e garantiu vaga para a Copa Sul-Americana 2024. A atual gestão manterá uma participação minoritária no clube e seguirá à frente das funções operacionais. Fernando Cavenaghi, Presidente, Diretor Esportivo e acionista do Racing, comentou sobre a transformação da instituição.

– Os investimentos conjuntos com meus sócios Santiago e Ignacio Rossi lançaram as bases para o retorno do Racing à primeira divisão uruguaia (…) Temos orgulho de fazer parte do Red&Gold Football. Nossas cores serão sempre as mesmas, verde e branco. Manteremos nossas tradições como “La Escuelita”, a pequena escola central, e continuaremos a treinar talentos para o futebol uruguaio e internacional. Que tempos emocionantes nos aguardam!

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo