Argentina

Com homenagem ao papa, San Lorenzo tem milagre em Santa Fé

O San Lorenzo não vive glórias em campo há tempos. O último título do Ciclón foi o Torneio Clausura de 2007. Além do jejum, a torcida precisa aturar a gozação dos rivais de que é o único grande da capital que nunca venceu a Libertadores. Ao menos nesta semana, os motivos para sorrir reapareceram. Francisco, o novo papa, é sócio do clube.  E, homenageando o torcedor ilustre, o San Lorenzo superou o Colón por 1 a 0, em uma vitória que pode ser considerada milagrosa.

Antes de a bola começar a rolar, o San Lorenzo chamou atenção pela camisa comemorativa. O retrato de Mario Jorge Bergoglio, o novo papa, estampou o peito dos jogadores. O uniforme também contava com a frase “Papa Francisco: Rezamos por ti, reza por nós”.

Já dentro de campo, a situação não parecia tão boa ao Ciclón. Jogando em Santa Fé, o time ficou com um jogador a menos depois que Mauro Cetto foi expulso, aos 33 minutos. Enquanto isso, o goleiro Paolo Migliori evitava o primeiro gol do Colón. No entanto, o San Lorenzo suportou a pressão e garantiu a vitória aos 30 do segundo tempo, graças a gol contra de Rubén Ramírez.

A vitória deixa o San Lorenzo na sétima colocação do Torneio Final, com nove pontos em seis rodadas. Já o Colón segue na penúltima colocação, ainda sem vencer neste turno do Campeonato Argentino.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo