Argentina

Rápido avanço

Só foram disputadas três rodadas no Apertura e apenas uma equipe tem 100% de aproveitamento. É o Independiente. Os mais próximos na classificação possuem seis pontos. Um deles, no entanto, pode alcançar o Rojo. Estamos falando do Newell´s, que não enfrentou o River – devido ao adiamento da partida na segunda rodada – e venceu nas duas vezes em que entrou em campo.

Uma das coisas que impressionam em relação ao Independiente, até o momento, é a média de gols: três por jogo. Todavia, temos que lembrar que somente nas duas primeiras rodadas é que os gols saíram em grande quantidade. No último compromisso do time de Avellaneda, diante do Rosario Central, a vitória foi apertada. Germán Denis, o artilheiro da competição, foi o autor do gol solitário.

Qual seria a fórmula do sucesso de Denis, que jamais havia marcado gol em três rodadas seguidas da divisão principal? Provavelmente, o que mais o ajudou foi a perda de três quilos antes do torneio – estava com 88 e foi para 85. Seu próximo desafio será balançar a rede do Argentinos Juniors.

O técnico do Independiente é Pedro Troglio, vice-campeão mundial em 1990 pela seleção argentina. Ele chegou ao clube um pouco antes do início do torneio para substituir o interino Miguel Santoro. Aliás, com o próprio Santoro o Independiente já vinha jogando bem. Nas últimas nove rodadas do Clausura, a equipe permaneceu invicta, com quatro vitórias e cinco empates. Obviamente, Troglio não sabe se irá conquistar o título do Apertura. Todavia, já fez uma promessa: fará, juntamente com o corpo técnico, uma caminhada desde o estádio do Independiente, em Avellaneda, até a cidade de Luján, localizada na Província de Buenos Aires.

Números semelhantes, situações diferentes

Os ‘xarás’ Gimnasia La Plata e Gimnasia Jujuy participaram do término de dois jejuns na terceira rodada do Apertura. São jejuns que se assemelham muito nos números. Porém, apenas um dos times ganhou. Em Jujuy, o Gimnasia local venceu o Racing, de virada: 2 a 1. Este foi o primeiro triunfo que o Lobo conseguiu em torneios nacionais depois de oito jogos (dois empates e seis derrotas). Se o Racing já se incomodava com o fato de ser o time grande que está há mais tempo sem um título argentino – não é campeão desde o Apertura 2001 -, teve agüentar mais essa. Já o Gimnasia La Plata perdeu para o Argentinos Juniors. Já fazia um bom tempo que o Gimnasia não era derrotado por este oponente em torneios nacionais: oito partidas (seis vitórias e dois empates). O placar do confronto, disputado em La Plata, foi de 2 a 0. Devido a mais este tropeço, a diretoria do Gimnasia resolveu mandar embora o experiente treinador Francisco Maturana. Esta foi a primeira demissão do Apertura. Em sua passagem pelo clube, Maturana obteve uma vitória, quatro empates e oito derrotas.

Na próxima quinta-feira, o Gimnasia Jujuy volta a campo para enfrentar o River. O jogo deveria ter sido realizado na rodada inaugural, mas foi adiado. Estarão ‘reunidas’ no estádio duas torcidas que têm se destacado pela violência. Mas não pelo fato de agredirem torcedores de equipes adversárias. Trata-se de uma violência ‘interna’, entre grupos de uma mesma torcida. Recentemente, um torcedor do River faleceu em conseqüência disso. E no último final de semana, foi a vez de torcedores do Gimnasia Jujuy darem o mau exemplo. Houve arremessos de pedras e a polícia agiu com tiros de balas de borracha. Vários ficaram feridos.

LIGERAS

– Huracán e Tigre, recém-promovidos à divisão principal, se enfrentaram na terceira rodada do Apertura. Resultado? Empate sem gols. No quesito ‘expulsões’, porém, não houve 0 a 0. Cada equipe recebeu um cartão vermelho.

– O Olimpo venceu o Arsenal pela contagem mínima. Torales, aos dois minutos da segunda etapa, fez o gol da partida. Ele havia substituído Lujambio no intervalo.

– Pelo mesmo placar, o Banfield ganhou do Vélez. E assim terminou um tabu: em torneios nacionais, o Taladro não havia conseguido vencer este adversário nos sete jogos anteriores (três empates e quatro derrotas).

– Estes serão os 11 titulares da Argentina no amistoso contra a Noruega, na quarta-feira: Ustari; Zanetti, Garay, Burdisso e Gabriel Milito; Lucho González, Mascherano e Maxi Rodríguez; Messi, Diego Milito e Lavezzi.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo