Argentina

Presença na segunda chamada

Gimnasia Jujuy e Racing tiveram trajetórias muito parecidas na temporada 2007/8. Primeiro, terminaram na zona de repescagem. Depois, conseguiram permanecer na divisão principal com um empate por 1 x 1 (fora de casa) e uma vitória pela contagem mínima (como mandante). Omar Labruna vai continuar treinando o Lobo. Em relação a Juan Manuel Llop, comandante da Academia, seu futuro ainda é incerto. O que está definido é que o Unión de Santa Fe e o Belgrano, adversários de Gimnasia e Racing, respectivamente, irão permanecer onde estão. Ambos disputaram a repescagem porque foram terceiro e quarto colocados na temporada da segunda divisão, respectivamente.

As semelhanças entre Gimnasia e Racing não acabaram no parágrafo acima. Nos jogos de ida da repescagem, ambos os times abriram o placar e depois sofreram o empate. Seus artilheiros no Clausura foram os autores de seus gols nestas mesmas partidas (Carranza, do Gimnasia, e Sava, do Racing). E para encerrar, as duas equipes terminam o semestre com três vitórias cada, considerando somente o Clausura e a repescagem. Ah, e todas as vitória foram conquistadas em seus estádios. O Racing ganhou nas três vezes por 1 x 0. Antes de derrotar o Belgrano, havia vencido o Arsenal e o Huracán. Já o Lobo conseguiu ser um pouco melhor, em termos de saldo de gols. Derrotou o Lanús por 2 x 0 e o San Martín por 3 x 1.

Os resultados nos confrontos de ida da repescagem fizeram com que os dois times jogassem por um novo empate nas partidas de volta, pois a vantagem pertencia aos representantes da primeira divisão. Perto de suas torcidas, Gimnasia e Racing obtiveram o êxito tão esperado. Aliás, falando em torcida, vale citar o que disse Pablo Díaz, jornalista do jornal Pregón, da cidade de San Salvador de Jujuy: “O público (no estádio do Gimnasia) respondeu igual ou melhor do que quando vem jogar os grandes, como Boca e River. Chegou muita gente de diferentes partes da província”.

Se compararmos as repescagens do ano passado e deste ano, veremos uma diferença interessante: em 2007, as equipes da elite foram rebaixadas (Godoy Cruz e Nueva Chicago) e deram lugar às da segunda divisão (Huracán e Tigre). Já neste ano, prevaleceu quem estava por cima.

Porém, a cidade de Córdoba não é só tristeza. O Talleres, rival do Belgrano, se salvou do rebaixamento para a terceira divisão, após a repescagem contra Racing de Córdoba. No último dia 22, o Talleres havia ganho por 2 x 1, fora de casa. Já no sábado, o empate por um gol lhe garantiu a permanência.

Pode acreditar, Acosta!

O Lanús teve um péssimo desempenho no Clausura. Foi o 16° colocado. Difícil imaginar que o campeão do Apertura chegaria a esse ponto. Mesmo assim, um jogador do ‘Granate’ está fazendo as malas para viajar para a Europa: o atacante Lautaro Acosta, de 20 anos, foi contratado pelo Sevilla-ESP. Na verdade, ele havia acertado sua ida para o clube espanhol há algumas semanas, quando ainda faltavam quatro rodadas para serem disputadas no torneio nacional. Sua apresentação, no entanto, só vai ocorrer nesta semana.

Contribuiu para esse interesse do Sevilla o fato de Acosta ter conquistado o Mundial sub-20 no ano passado, com a camisa da Argentina. O atleta está tão eufórico com a transferência que disse a seguinte frase, há alguns dias: “Eu me olho no espelho e não posso crer no dinheiro que o Sevilla pagou por mim” – 11 milhões de dólares.

Curiosamente, Acosta continuará tendo, na cidade de Sevilla, um rival alviverde. Nos tempos em que atuava pelo Lanús, o Banfield era o principal adversário – os clubes são vizinhos na zona sul da grande Buenos Aires. Daqui para frente, Acosta terá que enfrentar o Betis.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo