Argentina

Fora de habitat

A reestréia do Tigre na primeira divisão havia sido perfeita: vitória em La Plata, contra o Gimnasia, por 1 a 0. O passo seguinte seria enfrentar o Independiente em casa, onde o retrospecto era ótimo. Nas últimas dez partidas na segunda divisão (considerando os dois confrontos da repescagem diante do Nueva Chicago), o Tigre havia obtido sete vitórias e três empates. Mas o encontro com a torcida acabou não ocorrendo, pois o confronto com o time de Avellaneda foi transferido para o estádio José Amalfitani, do Vélez. Além de comemorar a mudança de campo, a torcida do Rojo vibrou com o aumento da quantidade de ingressos cedida a ela no setor de arquibancadas, que passaram de 1.900 para 5.000. Resultado do jogo? O Independiente ganhou por 3 a 0.

A mudança de local não foi uma punição aplicada ao Tigre. Ela aconteceu pelo seguinte motivo: as obras que estavam sendo feitas em seu estádio ainda não haviam sido concluídas. Como não existe nenhum outro estádio próximo ao do Tigre (Província de Buenos Aires), foi escolhido o do Vélez (Capital Federal). E foi necessária uma grande operação policial para garantir o jogo. Afinal, o estádio José Amalfitani fica muito perto do estádio do Nueva Chicago, onde foram registradas cenas de violência durante a segunda partida da repescagem, entre Nueva Chicago e Tigre. Naquele dia, um torcedor do Tigre faleceu, após receber uma pedrada.

O nome da partida entre Tigre e Independiente foi Germán Denis, que participou dos três gols. Primeiro ele deu uma assistência para Sosa e depois marcou dois gols. Agora, Denis está com quatro gols na competição. Se continuar com essa média, vai bater, com tranqüilidade, o recorde de gols em um torneio curto (Apertura / Clausura). O recordista atual é Palermo, autor de 20 gols no Apertura 1998.

Quem não esteve no gramado foi o meia Daniel Montenegro, que havia marcado dois gols na vitória por 5 a 3 do Independiente contra o Lanús. Ele sofreu uma lesão no joelho esquerdo nessa mesma partida e virou desfalque para o técnico Pedro Troglio. Rodrigo Díaz foi seu substituto. Outra novidade foi a estréia do lateral-esquerdo Lucas Mareque, emprestado pelo Porto.

O sumido River

O River faz parte da primeira divisão argentina? Teoricamente, sim. A equipe disputou a temporada 2006/7 e não caiu. Mas até agora sua estréia não foi vista no Apertura. O primeiro jogo, que seria contra o Gimnasia Jujuy, foi adiado a pedido da diretoria. Já na segunda rodada, os Millonarios não entraram em campo para enfrentar o Newell´s no Monumental. Desta vez, o motivo do adiamento foi a morte do torcedor Gonzalo Acro, do River, ocorrida na semana passada. Ele faleceu em uma briga que aconteceu entre dois grupos de torcedores do clube.

Por enquanto, o elenco do River deve estar satisfeito em permanecer mais tempo sem jogar. Porém, mais para frente poderá haver um desgaste, em conseqüência do acúmulo de partidas. Inclusive, não é só o torneio nacional que o River está disputando. O time de Nuñez estará presente também na Copa Sul-Americana.

LIGERAS

– O San Lorenzo ganhou do San Martín fora de casa, e de virada, por 2 a 1. Alejandro Gómez, do time local, marcou o primeiro gol do Ciclón (apelido do San Lorenzo).

– Em Rosario, o Central chegou muito perto da vitória. Ganhava do Gimnasia La Plata por 2 a 1 até os 43 minutos do segundo tempo, quando Batalla empatou. Vizcarra foi um dos destaques da partida. Ele entrou em campo aos 16 minutos da etapa final e marcou, aos 21, o segundo gol dos Canallas.

– Outro jogador que deixou o banco de reservas na etapa final e fez gol foi Civelli, do Banfield. No caso dele, porém, o gol foi o único do confronto diante do Racing, disputado em Avellaneda. O atleta entrou em campo aos 28 e marcou aos 39.

– No empate por 1 a 1 entre Lanús e Huracán, Valeri marcou o gol do Granate (apelido do Lanús) no primeiro tempo e foi expulso no segundo.

– Após oito jogos sem vitória nos torneios nacionais (cinco empates e três derrotas), o Argentinos Juniors ganhou por 3 a 2 do Boca, de virada. Delorte, com 1,99m, marcou um gol e deu duas assistências.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo