Argentina

Fila pode estar no fim

Em novembro passado, o Huracán completou cem anos, mas com um currículo fraco na primeira divisão. Seu único título foi conquistado no Metropolitano de 1973. Agora, encerrada a 12ª. rodada do Clausura, a chance de o Globo voltar a ser campeão argentino está ainda maior. O time comandado por Angel Cappa subiu para a terceira posição e está a apenas quatro pontos do líder Vélez: 22 contra 26.

Atuando em casa, o Huracán derrotou o Godoy Cruz por 3 x 2, de virada. Esta foi a terceira vitória seguida do Globo no torneio. Não bastasse o triunfo, o Huracán contou com tropeços de seus concorrentes. O Vélez, por exemplo, visitou o San Martín e só empatou: 0 x 0. Acabou assim uma sequência de quatro vitórias do Fortín na competição.

O que mais chamou a atenção em termos futebolísticos foi o fato de o Vélez não ter feito gol. Desde a rodada inicial que isso não acontecia (Independiente 0 x 0 Vélez, no estádio do Huracán). Já no quesito ‘não tenho nada para fazer’, quem roubou a cena foi o árbitro Sergio Pezzotta. Em determinado momento da etapa final, ele interrompeu o confronto para passar a seguinte ordem à polícia: retirar uma faixa da torcida local, que dizia “Pe$$otta, o Santo é um grande e irá permanecer na primeira (divisão)”. A ira da torcida do San Martín teve início na sétima rodada, quando Pezzotta marcou um pênalti para o River no Monumental de Núñez, aos 49 minutos do segundo tempo. Até aquele momento, o placar era de 1 x 1. Os Millonarios acabaram faturando os três pontos.

O Lanús, que iniciou a rodada em segundo lugar, deu vexame em seu estádio e perdeu para o Estudiantes por 3 x 0. A vice-liderança continua nas mãos do Granate, que está com 24 pontos. Porém, a oportunidade de ultrapassar o Vélez escapou. O placar foi chocante para o torcedor do Lanús, devido à colocação da equipe no Clausura. Todavia, ser derrotado por 3 x 0 não é novidade para o Granate na competição. Na sétima rodada, havia perdido para o Huracán pela mesma contagem.

Mais surpreendente do que o placar da última partida foi o fato de que o Estudiantes ainda não havia vencido como visitante no Clausura. A campanha do Pincha registrava dois empates e três derrotas. Entretanto, nada foi mais surpreendente do que o fim da invencibilidade do Lanús como mandante em torneios nacionais. Nos 15 compromissos anteriores, o Lanús havia obtido 12 triunfos e três empates.

Dono da terceira colocação antes de o Huracán tomar posse, o Colón perdeu fora de casa para o Argentinos Juniors por 2 x 0 e estacionou nos 21 pontos. Nada bom para o clube de Santa Fe, que completa hoje 104 anos. Pelo menos o presidente Germán Lerche anunciou a renovação de contrato do técnico Antonio Mohamed por mais duas temporadas (considerando a partir de julho).

Milagre: nenhuma surpresa

Como dissemos na coluna passada, faltava um jogo para completar a 30ª. rodada da segunda divisão argentina. E não era qualquer jogo. Tratava-se do clássico de Córdoba entre Talleres e Belgrano. A partida terminou 0 x 0 e o Belgrano acabou deixando para trás a chance de se igualar ao Atlético Tucumán na vice-liderança. O Celeste ficou isolado na terceira posição, com 51 pontos. Esse resultado ainda fez com que o Instituto, também de Córdoba, caísse para o quarto lugar com 50 pontos.

E não é que os quatro primeiros colocados venceram e não sofreram gol na 31ª. rodada? O líder Chacarita atuou como mandante no estádio do Ferro e ganhou do Quilmes por 2 x 0. Fora de casa, o Atlético Tucumán derrotou o CAI por 4 x 0. Pela contagem mínima, com um gol de Bustos, o Belgrano venceu o Olimpo, em Córdoba. O atacante entrou em campo aos 29 minutos do segundo tempo e abriu o placar aos 34. Para encerrar, o Instituto também ganhou em Córdoba, pelo mesmo placar, do rival Talleres. O adversário atuou com dez homens desde os oito minutos da etapa inicial, quando o atacante Cobelli recebeu o cartão vermelho.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo